Acompanhe:
seloCarreira

App nascido na Federal de Pernambuco dribla a surdez

O premiado aplicativo ProDeaf, que traduz o português falado para a linguagem de sinais de deficientes auditivos, começou como um projeto de mestrado de seus criadores

Modo escuro

Continua após a publicidade
João Paulo Oliveira, da ProDeaf: linguagem dos sinais para todos  (Fabiano Accorsi/VOCÊ S/A)

João Paulo Oliveira, da ProDeaf: linguagem dos sinais para todos (Fabiano Accorsi/VOCÊ S/A)

C
Cibele Reschke

Publicado em 14 de fevereiro de 2014 às, 17h29.

São Paulo - Em fevereiro de 2014, a ProDeaf, empresa criada em abril de 2013, deve atingir a marca de 1 milhão de reais com as vendas de seu único produto, um aplicativo que converte a língua falada para Libras, a linguagem de sinais dos deficientes auditivos, e exibe o sinal na tela do celular.

Desde sua criação, a empresa vem colecionando prêmios mesmo quando era apenas um projeto de seis alunos de mestrado em ciências da computação da Universidade Federal de Pernambuco.

Entre eles João Paulo Oliveira, de 26 anos, atual CEO da ProDeaf, e Marcelo Amorim, colega surdo que inspirou o projeto. De lá para cá, o aplicativo ganhou vários prêmios internacionais — venceu, por exemplo, a Imagine Cup, competição organizada pela Microsoft.

Graças ao ProDeaf, João Paulo já recebeu uma bolsa de estudos na Singularity University, escola apoiada por Google e Nasa.

“Hoje é meu projeto de vida”, diz João Paulo, que já fornece o aplicativo de forma personalizada a empresas como Bradesco e Telefônica, que visam integrar funcionários deficientes.

Últimas Notícias

Ver mais
Com influenciadores e executivos, Gramado Summit começa nesta quarta-feira; veja programação
seloCarreira

Com influenciadores e executivos, Gramado Summit começa nesta quarta-feira; veja programação

Há 2 dias

Saiba o que é VPN, como funciona e como acessar uma rede privada
Tecnologia

Saiba o que é VPN, como funciona e como acessar uma rede privada

Há 4 dias

Em sexta edição, Brazil at Silicon Valley quer aprofundar discussões sobre a adoção da IA generativa
seloNegócios

Em sexta edição, Brazil at Silicon Valley quer aprofundar discussões sobre a adoção da IA generativa

Há 5 dias

Escassez de mão de obra no agronegócio pode ter solução: inteligência artificial
Inteligência Artificial

Escassez de mão de obra no agronegócio pode ter solução: inteligência artificial

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais