Cientistas vão enviar cannabis e café para o espaço

Objetivo é analisar o cultivo das sementes em ambientes com pouca gravidade

São Paulo – Sementes de café e de cannabis serão enviadas para o espaço por cientistas da Universidade do Colorado, nos Estados Unidos. Em parceria com as startups americanas Space Cells e Front Range Biosciences, especialistas em biotecnologia querem analisar os efeitos microgravitacionais no cultivo das plantas.

Conforme relatado pelo Vice, mais de 480 culturas de células vegetais têm viagem marcada para Estação Espacial Internacional. O embarque acontecerá em março do ano que vem e o trajeto será feito por um foguete da SpaceX, empresa de exploração espacial comandada por Elon Musk.

Após a viagem, as sementes serão cultivadas para que os cientistas observem se a falta de gravidade pode gerar mutações nas plantas. Caso isso não aconteça, existirão boas perspectivas para que o cultivo de grãos deste tipo possa ocorrer também fora da Terra.

É importante lembrar que, no caso da erva, o envio será de células de cânhamo, que assim como a maconha é um derivado da cannabis, mas tem quantidade inferior do psicoativo tetrahidrocanabinol (THC) em sua composição.

Utilizado principalmente na indústria têxtil, a fibra resultante da cannabis é mais resistente que o algodão e pode ser utilizada para fabricar roupas, cordas. Já o óleo de cânhamo pode ser usado em medicamentos, produtos cosméticos e até mesmo na fabricação de cerveja e de combustíveis naturais.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.