Chuva de meteoros atinge a Terra nesta semana; saiba como assistir

Chamada de Perseidas, a chuva ficará ainda mais forte entre as madrugadas dos dias 12 e 13 de agosto

A Terra será agraciada por uma chuva de meteoros intensa nesta semana. Chamada de Perseidas, a chuva ficará ainda mais forte entre as madrugadas dos dias 12 e 13 de agosto no hemisfério Sul. Isso acontece porque, às vezes, o nosso planeta passa pela cauda de um cometa. Neste caso, do Swift-Tuttle.

Mas de onde vêm esses meteoros? Segundo a Nasa, em termos de direção no céu, a resposta é a constelação de Perseus. “É por isso que a chuva de meteoros é conhecida como Perseidas”, explica a agência espacial em uma publicação em seu blog oficial.

Em termos de corpos, os meteoros das Perseidas vêm do Swift-Tuttle, que completa uma órbita ao redor do Sol a cada 133 anos e, quando isso acontece, o cometa é aquecido e pequenas partículas radiantes acabam passando pela Terra.

A Nasa ainda afirma que a chuva de meteoros de 2020 pode ser “uma das melhores deste ano”.

Perseidas, que já está passando pela Terra desde julho, ficará no céu terrestre até o dia 24 de agosto.

Como assistir à chuva de meteoros?

Quem está no hemisfério norte vai ter mais sorte do que os brasileiros, por exemplo. Isso porque, neste ano, a Lua estará na fase minguante gibosa, quando o satélite começa a perder a iluminação, mas ainda tem luz o suficiente para atrapalhar a chuva de meteoros — uma vez que ambos estarão visíveis ao mesmo tempo e a Lua pode acabar (literalmente) minguando a vista da chuva de meteoros.

Por aqui, será possível observar cerca de 15 meteoros por hora, enquanto no norte da Terra será possível ver de 45 até 90 e o ápice da chuva será amanhã, no dia 11.

Apesar disso, a Nasa afirma que “a Perseidas é rica em meteoros brilhantes e bolas de fogo, então ainda valerá a pena sair bem cedo de manhã para ver alguns dos fogos de artifício da natureza”.

A chuva de meteoros é melhor vista às 2 horas da manhã. Às 9 horas da noite, no entanto, já é possível ver um pouquinho de Perseidas no céu, embora de uma forma muito mais fraca. Para vê-los, não é preciso ter nenhum equipamento especial.

As recomendações da agência espacial americana são: deixar seus olhos se acostumarem ao escuro (o que pode levar cerca de 30 minutos) e não ficar usando o celular enquanto espera para ver os meteoros, uma vez que o brilho das telas pode afetar a visão noturna negativamente, o que reduzirá o número de meteoros vistos.

Se não der certo e não for possível ver a olho nu, a partir de amanhã a Nasa fará uma transmissão ao vivo da chuva de meteoros em seu perfil no Facebook.

Clique e interaja com a imagem abaixo:

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Deseja assinar e ter acesso ilimitado?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.