Ciência

Blue Origin envia ao espaço a primeira egípcia e o primeiro português

Um total de seis turistas espaciais compunham a tripulação

Cápsula impulsionada pelo lançador, atingiu uma altitude de mais de 100 quilômetros antes de descer de paraquedas e pousar no deserto. (PATRICK T. FALLON/Getty Images)

Cápsula impulsionada pelo lançador, atingiu uma altitude de mais de 100 quilômetros antes de descer de paraquedas e pousar no deserto. (PATRICK T. FALLON/Getty Images)

A

AFP

Publicado em 4 de agosto de 2022 às 15h59.

A companha espacial de Jeff Bezos, Blue Origin, enviou a primeira egípcia e o primeiro português ao espaço nesta quinta-feira (4) para uma viagem de 10 minutos a bordo do foguete New Shepard. Um total de seis turistas espaciais compunham a tripulação.  O preço que pagaram para viver essa experiência é desconhecido.

A decolagem foi do oeste do Texas. A cápsula, impulsionada pelo lançador, atingiu uma altitude de mais de 100 quilômetros antes de descer de paraquedas e pousar no deserto.

Os passageiros puderam experimentar a gravidade zero, que os levantou de seus assentos por alguns momentos, e ver a curvatura da Terra através de grandes janelas.

O voo foi transmitido ao vivo.

"Estou flutuando", exclamou um passageiro a bordo.

Esta é a sexta viagem de turismo espacial da Blue Origin em pouco mais de um ano. A primeira foi no final de julho de 2021 com o próprio Jeff Bezos a bordo.

O programa "Space for Humanity", que visa dar acesso ao espaço a pessoas que não são astronautas, patrocinou Sara Sabry, engenheira egípcia e fundadora de uma associação para promover a pesquisa espacial.  Mario Ferreira, empresário português que participou no Rally Dakar, também subiu a bordo do New Shepard.

Ao completar este voo, a britânica-americana Vanessa O'Brien se tornou a primeira mulher a atingir um recorde do Guinness por condições extremas em terra (ela escalou o Monte Everest), na água (ela desceu ao ponto mais profundo do oceano, a Depressão Challenger) e no ar, cruzando a fronteira com o espaço.

A equipe foi completada pelo cofundador de um famoso canal do YouTube, Coby Cotton, o empresário Steve Young e Clint Kelly III, que trabalhou para uma agência do Pentágono onde dirigiu um projeto para desenvolver carros autônomos.

O principal concorrente da Blue Origin neste tipo de voo suborbital é a Virgin Galactic.

Mas, com o objetivo de fazer algumas modificações, sua nave está em solo desde julho de 2021, depois que o fundador da empresa, Richard Branson, viajou ao espaço.

Veja também: 

Inseminação caseira para engravidar: por que cresce no Brasil e quais os riscos

Quarta dose da Pfizer reduz risco de contrair covid, diz estudo

Acompanhe tudo sobre:Blue OriginEspaçojeff-bezos

Mais de Ciência

'Saquinho' de nicotina ganha adeptos para perda de peso

Usuários do Wegovy mantêm perda de peso por quatro anos, diz Novo Nordisk

Meteoros de rastros do Halley podem ser vistos na madrugada de domingo

AstraZeneca admite efeito colateral raro da vacina contra covid-19

Mais na Exame