Carreira

Richarlison além da Copa do Mundo: jogador movimenta mercado que vale US$30 tri e tem vagas; conheça

Defensor de causas sociais e ambientais, jogador da Seleção Brasileira tem posicionamentos que se enquadram na chamada agenda ESG

Richarlison: jogador capixaba que marcou os dois gols do Brasil na estreia da Copa defende causas sociais e ambientais nas redes sociais (Antonio Borga/Getty Images)

Richarlison: jogador capixaba que marcou os dois gols do Brasil na estreia da Copa defende causas sociais e ambientais nas redes sociais (Antonio Borga/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 25 de novembro de 2022 às 16h29.

Última atualização em 13 de fevereiro de 2023 às 14h44.

Richarlison. Esse é o nome que não saiu da boca dos brasileiros desde a estreia do Brasil na  Copa do Mundo do Catar na última quinta-feira (24). O camisa 9 da Seleção Brasileira marcou os dois gols da vitória contra a Sérvia e fez os torcedores vibrarem de felicidade. 

Ganhando espaço nacional durante a Copa, não é de hoje que o jogador chama atenção nas redes sociais. Além do estilo bem-humorado, Richarlison também se destaca por apresentar um forte posicionamento político, ambiental e social

LEIA TAMBÉM: Richarlison é um dos jogadores da Seleção mais engajados com pautas socioambientais; saiba quais

Após uma viagem ao Pantanal em 2019, o atleta usou as redes sociais para pedir medidas de combate aos incêndios que destruíram 30% do bioma. 

Já em 2022, o jogador capixaba foi convidado a retornar ao Pantanal e conhecer o trabalho da ONG Onçafari, que atua com ecoturismo e pesquisas para a preservação do animal. Na ocasião, Richarlison decidiu “adotar” uma onça que chamou de Acerola. 

Conteúdo gratuito: e-book mostra como a sustentabilidade movimenta US$ 30 trilhões e ensina caminho para se tornar um profissional do setor. Clique aqui para baixar

Além disso, o jogador já se manifestou diversas vezes contra casos de racismo, de violência contra mulheres, e em apoio à comunidade LGBTQIA+

Na véspera do torneio mundial, Richarlison se posicionou contra as restrições impostas pela Fifa às manifestações dos jogadores sobre violações de direitos humanos cometidos no Catar

Durante entrevista coletiva, o jogador afirmou ""Independentemente de qualquer coisa, temos que respeitar. Não sei o que vão fazer aqui, se vão entrar com faixa, mas eu apoio qualquer ato. Vivemos num mundo perigoso, onde não podemos ter opiniões. Seja contra o racismo ou a favor do movimento LGBTQIAP+. Eu apoio qualquer movimento". 

Com Copa do Mundo e pautas sociais e ambientais em foco, Richarlison conquistou o público e já acumula quase 12 milhões de seguidores no Instagram. Desse total, 1,3 milhões foram conquistados apenas 1 hora após a partida de estreia da Seleção

Sustentabilidade: um mercado de US$ 30 trilhões 

As ações e posicionamentos de Richarlison se enquadram no chamado “mercado ESG”, que já movimenta US$ 30 trilhões no mundo todo. A sigla em inglês significa Ambiental, Social e Governança, e é definida por um conjunto de práticas sustentáveis que tem sido adotado por pessoas e empresas de todo o mundo. 

O objetivo é que o desenvolvimento global cause menos impactos negativos sobre o meio ambiente, seja mais positivo para a sociedade e também torne a governança das empresas mais responsável em suas tomadas de decisão.

Baixe e-book gratuito da EXAME e conheça melhor o mercado trilionário da sustentabilidade que está em busca de profissionais

O ESG aborda questões como mudanças climáticas, aumento da poluição, perda da biodiversidade (como os incêndios no Pantanal), igualdade de gênero e diversidade, por exemplo. Temas abordados há tempos pelo camisa 9 da Seleção Brasileira. E ele não está sozinho.

O mercado de ESG tem se tornado cada vez mais conhecido e influente no mundo dos negócios e entre as pessoas. Um levantamento no Google Trends revela que, após flutuar mais de uma década, a busca pelo assunto cresceu mais de 1200% no Brasil só nos últimos 2 anos. 

O tema também já é prioridade para 95% das empresas do país, segundo uma pesquisa da Aberje, e movimenta trilhões de dólares. De acordo com um levantamento da Bloomberg, o mercado de ESG, que atualmente vale US$ 30 trilhões, deve movimentar US$ 53 trilhões até 2025.

Busca por profissionais de sustentabilidade

Com a agenda ESG ganhando espaço não só no mundo corporativo mas em outras esferas sociais - como é o caso das pautas defendidas por Richarlison -,  a busca por profissionais capazes de orientar e garantir que o discurso sustentável seja, de fato, colocado em prática dentro das organizações também aumentou.

Por isso, o setor tem milhares de vagas disponíveis ao mesmo tempo que sofre com a  falta de profissionais qualificados. De acordo com um relatório recente da consultoria britânica GlobalData, as vagas em ESG aumentaram 98% no último ano, passando de 531 postos em maio de 2021 para 1.049 em maio de 2022.

A alta procura faz os salários do "gestor de sustentabilidade" decolarem e atingirem a média de R$ 19 mil por mês.  

Quer entender melhor sobre o mercado ESG e como se tornar um profissional da área? Baixe o e-book gratuito preparado pelos especialistas da EXAME. Para acessar o conteúdo, basta clicar aqui

Acompanhe tudo sobre:branded marketingCatarCopa do MundoFutebolSeleção Brasileira de Futebol

Mais de Carreira

Concurso Caixa: gabarito é divulgado nesta segunda-feira; veja como consultar

Como agradecer um elogio profissional?

"Qual seu nível de inglês?": como responder na entrevista de emprego

Quais são as 10 principais habilidades para ser um bom líder

Mais na Exame