Carreira
Acompanhe:

Reuniões em excesso podem custar caro para sua empresa

Além de se sentirem sobrecarregados, profissionais que participam de diversas conferências durante o dia acabam não conseguindo, sequer, trabalhar

Pensando em dar fim à correria de atividades no escritório, do deslocamento a eventos presenciais, além da série de reuniões via zoom, alguns executivos estão fazendo uma limpa em suas agendas (Morsa Images/Getty Images)

Pensando em dar fim à correria de atividades no escritório, do deslocamento a eventos presenciais, além da série de reuniões via zoom, alguns executivos estão fazendo uma limpa em suas agendas (Morsa Images/Getty Images)

A
Academia do Universitário

23 de janeiro de 2023, 13h47

Que tal começar 2023 dando um alívio para sua agenda e uma boa notícia à saúde mental de todos os colaboradores: um ano com planejamento otimizado, mais produtivo e com menos reuniões?

Apesar da volta das atividades presenciais com a flexibilização da pandemia de covid-19 ao redor do mundo, o excesso de reuniões da era do 'home office' se manteve e algumas empresas estão fazendo esforços para combater a sobrecarga, especialmente reuniões de ‘follow-up' semanais, 'check-ins' diários e encontros de projetos que nunca saem do calendário.

Pensando em dar fim à correria de atividades no escritório, do deslocamento a eventos presenciais, além da série de reuniões via zoom e atividades em diversas plataformas, alguns executivos estão fazendo uma limpa em suas agendas, seja desmarcando, seja adiando, seja delegando reuniões recorrentes para outros membros das equipes, ou ainda, pedindo que, o que seria um encontro para compartilhar informações, seja transformado em uma apresentação com os mesmos dados.

Uma pesquisa realizada por Steven Rogelberg, da Universidade da Carolina do Norte (EUA), estima que os empregados gastam, em média, 18 horas por semana em reuniões consideradas inúteis e o custo anual delas pode chegar a até US$ 100 milhões a grandes empresas. Também, que muitos aceitam participar desses encontros por ser uma regra na firma, e pelo medo de ofender o organizador da reunião recusando o convite ou mostrando que não está engajado com o projeto.

Mas, como chegar a uma solução para este tema? Afinal, gostando ou não, todos precisam manter-se inteirados sobre diversos temas da organização ao mesmo tempo. Assista ao vídeo Reuniões em excesso com Diego Cidade, CEO da Academia do Universitário, na coluna A Nova Geração do RH e conheça o método adotado por uma das maiores empresas de e-commerce do mundo.