A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Dress code é para ser levado a sério

Nas minhas visitas às empresas ainda encontro muita gente vestida de forma inadequada. Que tal relembrar o código de vestimenta?

São Paulo - O escritor irlandês Oscar Wilde dizia que "só os tolos não julgam pela aparência". Sei que já tratei do assunto por diversas vezes neste espaço, mas, nas minhas visitas às empresas, clientes que contratam meus serviços, acabo encontrando pessoas vestidas de forma inadequada para o trabalho.

Por isso, insisto no tema. Quem sabe não consigo trazer mais alguns adeptos para a banda dos bem-vestidos? Para começar, que tal decifrar o código de vestimenta, ou dress code, muito comum em convites para eventos corporativos e situações da vida particular? 

Casual business: traje para eventos internos da empresa ou para dias específicos da semana em que se relaxa na formalidade. Para os homens, esqueça a gravata e o costume. O casual business permite uma vestimenta menos formal, porém, tão bem cuidada quanto o traje formal do dia a dia. Vista camisa social de manga, sem gravata, e uma calça de sarja de corte caprichado.

Um blazer bacana pode completar a produção. Jeans escuro com blazer pode. Nos pés, um sapato mais esporte ou, se preferir, um mocassim. Para as moças é permitido abandonar a sisudez dos terninhos e dos tailleurs. Contudo, não confunda essa abertura de guarda-roupa com uma permissão para se vestir para o trabalho da mesma forma que se veste para a balada. 

Social ou passeio: é o traje para ser usado em encontros com clientes ou em eventos específicos, como a inauguração de uma fábrica no interior. Homens podem optar pela calça social com camisa de manga longa ou malha de lã — esqueça a gravata. Para as moças, é permitido o terninho. Vestido também é aceitável, desde que mais bem-comportado. 

Social completo ou passeio completo: roupa para todo e qualquer evento formal que acontece após as 19 horas. Para o homem isso quer dizer costume completo, gravata inclusive. Dê preferência à camisa branca, ela sempre cai bem. Para as mulheres, a regra é a seguinte: toda vez que o homem obrigatoriamente tiver de usar gravata, a mulher, obrigatoriamente, tem de optar por saia ou vestido. 

Black tie ou rigor: no caso dos homens, smoking é mandatório, sem negociação. Para as mulheres, vestidos mais elaborados, de tecidos mais nobres (tafetá, crepe, seda, organza), não necessariamente longos. O longo é obrigatório quando o convite exigir traje de gala.

Espero que estas dicas tenham ajudado a esclarecer esse assunto, que ainda gera muitas dúvidas. Nosso papo continua no mês que vem. 

Célia Leão escreve sobre etiqueta corporativa. É autora de "Boas maneiras de A a Z" e consultora de etiqueta empresarial

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também