Acompanhe:
seloCarreira

Mesmo com polêmica, trainee da Bayer para negros é sucesso de inscrições

São 19 vagas voltadas para a valorização étnico racial e no desenvolvimento de carreira para posições de liderança. As inscrições vão até amanhã

Modo escuro

Continua após a publicidade
Bayer: inscrições estão abertas até amanhã (Sean Gallup/Getty Images)

Bayer: inscrições estão abertas até amanhã (Sean Gallup/Getty Images)

L
Luísa Granato

Publicado em 20 de outubro de 2020 às, 11h36.

Última atualização em 20 de outubro de 2020 às, 13h14.

Com um pouco mais de um mês com as inscrições abertas, o programa de trainee da Bayer despertou o interesse de mais de 10 mil candidatos. A competição pode ser acirrada, mas as inscrições ficam abertas até quarta-feira, 21.

O programa focado em estudantes e recém-formados pretos e pardos de todo o Brasil causou polêmica entre o público. Mas a comoção só teve o efeito de despertar mais o interesse para a mudança que a empresa queria provocar: atrair talentos e diversidade para o programa que forma as lideranças do futuro na empresa.

São 19 vagas voltadas para a valorização étnico racial e no desenvolvimento de carreira para posições de liderança.

“Estamos falando do maior programa que já lançamos e que é resultado de um processo dentro da empresa que vem caminhando há um tempo, com uma série de medidas para reforçar o compromisso da empresa com diversidade e inclusão”, falou Maurício Rodrigues, vice-presidente de Finanças da Bayer Crop Science, para a EXAME quando abriram as inscrições.

Para se candidatar ao Programa Liderança Negra, os profissionais devem ter graduação (superior ou tecnólogo) completa ou pós-graduação, entre dezembro de 2017 e dezembro de 2020. Não há restrição de curso, os perfis serão selecionados de acordo com as necessidades de cada área.

A iniciativa da empresa, em conjunto com o programa similar do Magazine Luiza, pautou o tom da temporada de seleções de estágio e trainee, tornando a diversidade o principal foco das empresas.

Quem ditou o tom, os projetos da Bayer, Magalu e de outras empresas, como Ambev e Movile, mostra o caminho para a mudança. Ele passa por um posicionamento estratégico da pauta e anos de ações, estudos, debates e aprendizados dentro das empresas, como detalha a reportagem da revista “Antirracismo institucional”.

Na Ambev, o programa de estágio com foco em negros também mostrou a força que um trabalho bem feito de atração de talentos pode ter: eles tiveram mais de 25 mil inscrições para cerca de 80 vagas.

Confira as inscrições para o programa Liderança Negra da Bayer aqui.

Últimas Notícias

Ver mais
Que horas, como, para onde elas voltam: lideranças femininas falam sobre carreira e equidade
ESG

Que horas, como, para onde elas voltam: lideranças femininas falam sobre carreira e equidade

Há 3 dias

O preço da (im)perfeição
ESG

O preço da (im)perfeição

Há 4 dias

BDO abre 450 vagas para trainee até o fim do ano; veja como participar
seloCarreira

BDO abre 450 vagas para trainee até o fim do ano; veja como participar

Há 6 dias

Sintomas da menopausa afetam trabalho das mulheres e apoio na empresa é fundamental, diz Korn Ferry
ESG

Sintomas da menopausa afetam trabalho das mulheres e apoio na empresa é fundamental, diz Korn Ferry

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais