Acompanhe:
seloCarreira

A nova meta do Nubank? Contratar 2 mil pessoas negras até 2025

No começo da semana, o banco digital abriu inscrições para o programa Nós Codamos, evento de recrutamento focado em pessoas negras

Modo escuro

Continua após a publicidade
Nubank: banco digital chegou à Colômbia em setembro (Paulo Whitaker/Reuters)

Nubank: banco digital chegou à Colômbia em setembro (Paulo Whitaker/Reuters)

L
Luísa Granato

Publicado em 11 de fevereiro de 2021 às, 11h01.

O Nubank anunciou nesta quinta-feira, 11, que planeja contratar 2 mil pessoas pretas e pardas até o final de 2025. A meta da empresa é ter ao menos 30% de funcionários negros e 22% de representatividade em cargos de gerência.

No começo da semana, o banco digital abriu inscrições para o primeiro programa Nós Codamos, um evento de recrutamento focado em pessoas negras. O objetivo é contratar profissionais de todos os níveis para a equipe de desenvolvimento de software. São dois dias de evento e é possível se inscrever até sexta-feira, 12.

Em janeiro, o Nubank levantou 400 milhões de dólares em sua sétima rodada de financiamento e passou a ser avaliado em 25 bilhões de dólares. A empresa agora está atrás somente de Itaú, Bradesco, Santander na América Latina e se tornou o maior banco digital independente do mundo.

Nos novos planos da empresa, mais de 500 das 2 mil vagas serão destinadas ao time de engenharia, pelo menos 150 para vagas de analistas de negócios e mais de 250 para posições de gerentes de produto, designers e cientistas de dados.

No momento, 23% dos atuais funcionários e 18% dos gerentes se autodeclaram pretos ou pardos.

Desde novembro, quando o banco digital criou uma página exclusiva de diversidade racial em seu site de vagas, eles receberam mais de 21 mil inscrições de pessoas autodeclaradas pretas e pardas para vagas de emprego.

Dessas, 13 mil foram feitas através de uma plataforma exclusiva para esse grupo lançada em novembro. Com os processos seletivos ainda em andamento, mais de 900 pessoas estão na fase de entrevistas.

E a startup também expandiu seu time dedicado ao tema de diversidade e inclusão. Eram quatro pessoas responsáveis pela atração, seleção e desenvolvimento de grupos sub-representados no ano passado – agora já são oito colaboradores e há dez vagas abertas.

Um passo importante para abordar a diversidade dentro de empresas é entender em que pé está o seu quadro de colaboradores.

Ao realizar um censo de seus funcionários, o Nubank observou que 56% de seus gerentes pertencem a grupos minorizados, considerando raça, gênero, orientação sexual e pessoas com deficiência.

Considerando toda a empresa, 41% dos funcionários são mulheres e 26% se declaram parte do grupo LGBTQIA+.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

 

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

Últimas Notícias

Ver mais
Após 10 anos, GPA retoma Programa de Trainee idealizado por Abilio Diniz; veja como participar
seloCarreira

Após 10 anos, GPA retoma Programa de Trainee idealizado por Abilio Diniz; veja como participar

Há 2 dias

Ação cria capelos inclusivos para pessoas negras
ESG

Ação cria capelos inclusivos para pessoas negras

Há 2 dias

Apenas 6% de CEOs são mulheres no mundo, aponta pesquisa da Deloitte
seloCarreira

Apenas 6% de CEOs são mulheres no mundo, aponta pesquisa da Deloitte

Há 3 dias

Banheiro multigênero, beach tênis, PLR turbinado: as apostas da Porto para manter seus funcionários
seloCarreira

Banheiro multigênero, beach tênis, PLR turbinado: as apostas da Porto para manter seus funcionários

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais