Carreira

A decisão de carreira mais inteligente a ser tomada aos 20 anos, segundo CEO

Para Diane Hoskins, é importante experimentar

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 5 de abril de 2024 às 09h33.

De acordo com a co-CEO e co-presidente da firma de arquitetura e design Genslet, Diane Hoskins, testar coisas novas e se recusar a aceitar qualquer emprego são atitudes que podem beneficiar a sua carreira a longo prazo.

Depois de se formar em arquitetura no Massachusetts Institute of Technology, Hoskins morou em Chicago, Nova York e Los Angeles. Completou um mestrado em administração na Universidade da California em Los Angeles e passou dois anos trabalhando com imóveis.

"Deixei minhas decisões serem guiadas principalmente pelas minhas paixões... foi fenomenal", afirmou Diane Hoskins ao CNBC Make It. "Então, quando fiz 30 anos, sentia que tinha uma experiência diversa, de 360 graus, que me alçou ao sucesso na próxima fase da minha carreira." Segundo a arquiteta, ela acabou por se decidir a voltar ao design porque sentia falta de participar do processo criativo.

A lição que fica é simples: quando se está começando uma carreira, é normal sentir a pressão para tomar as decisões "certas", declara Hoskins. Mas, segundo ela, apesar de parecerem, essas escolhas não são permanentes.

"Não tenha medo de tentar algo diferente", opina Hoskins. "Você pode se permitir ser um pouco livre."

Não são poucos os conselhos oferecidos por CEOs ao redor do mundo. Afinal, todos acreditam ter a chave do sucesso. No entanto, as lições de Diane Hoskins parecem fazer sentido em um mundo onde jovens se importam cada vez menos com o estigma de mudar de emprego diversas vezes.

De acordo com dados do Instituto de Pesquisa de Benefícios a Empregados, 22,3% dos trabalhadores com 20 anos ou mais passaram um ano ou menos em seus empregos em 2022 -- o maior percentual desde 2006. O levantamento sinaliza a pouca importância dada a mudanças de posto de trabalho após pouco tempo de casa.

Dessa forma, percebe-se que as ideias de Hoskins encontram certo respaldo nas vontades dos mais novos. Ao que tudo indica, pode ser uma boa iniciativa manter-se desapegado em relação a vagas e empregos -- ao menos quando se é jovem.

Acompanhe tudo sobre:Empregosdicas-de-carreiraCarreira jovem

Mais de Carreira

Quer ter sucesso? De acordo com CEO da Amazon, você precisa dessa habilidade

Veja dicas de como fazer uma redação nota 1.000 no Enem 2024

Você busca por salário emocional? Saiba mais sobre esse benefício que está atraindo profissionais

RH estratégico: descubra por que as empresas estão apostando nesta nova cultura

Mais na Exame