Acompanhe:
seloCarreira

9 perfis de profissionais e como focar em seus pontos fortes

Em livro, o consultor americano Marcus Buckingham dá conselhos sobre como se destacar profissionalmente – de acordo com suas características pessoais

Modo escuro

Continua após a publicidade
Quebra-cabeças: Uma única fórmula não é válida para todos os perfis; mas crescimento na carreira depende da junção de todos os pontos da personalidade (Divulgação Chicago Booth)

Quebra-cabeças: Uma única fórmula não é válida para todos os perfis; mas crescimento na carreira depende da junção de todos os pontos da personalidade (Divulgação Chicago Booth)

T
Talita Abrantes

Publicado em 27 de novembro de 2012 às, 13h09.

São Paulo – Alguns livros de auto ajuda até podem bater o pé e afirmar que estratégias genéricas podem, sim, ser válidas para pessoas de diferentes perfis em situações mais discrepantes ainda. Mas a realidade, por sua vez, insiste em desmistificar esta premissa.

No livro “Destaque-se: descubra sua vantagem competitiva no trabalho e aprenda a colocá-la em prática”, o consultor organizacional Marcus Buckingham mapeia 9 perfis diferentes de profissionais e dá as dicas para quais as estratégias mais coerentes para o conjunto de características de cada um deles para diferentes situações na carreira - como uma entrevista de emprego, uma reunião de feedback ou um primeiro encontro profissional. 

Confira alguns detalhes sobre estes perfis e como melhorar na carreira, de acordo com estas características: 

Compensador

Este tipo de profissional tende a ser objetivo, transparente e justo. Fazer o que é correto está no alvo de cada uma de suas ações. Ele “não tem dificuldade para repreender a pessoa que não dá conta das funções que competem a ela e também não é condescendente quando ele mesmo comete um erro”, afirma o autor em um dos trechos do livro. 

Dicas: Movido por um aguçado senso de justiça, profissionais compensadores podem desenvolver sua carreira no papel de mediadores de conflitos, afirma o especialista. Munir-se de fatos e dados ao defender seus ponto de vista e manter o foco no desempenho são atitudes essenciais.

Conselheiro

Profissionais com um perfil de conselheiro tendem a acreditar muito na própria intuição – construída a partir da análise do problema. “Há sempre uma saída melhor, um acordo melhor, uma solução melhor, e você se sente vivo quando é chamado para encontrá-los”, diz o autor no livro. Na prática, esses profissionais assumem a postura de especialistas.


Dicas: Sua intuição até pode ser afiada, mas dará conselhos melhores se correr atrás de qualificação na sua área. Essa será a chave para a sua credibilidade no mercado, segundo o livro. E já que resolver problemas é a “razão da sua vida”, como descreve o autor, não aceite um emprego em que esta função seja delegada a outra pessoa. 

Criador 

Criativos, profissionais deste perfil tendem a entender o mundo enquanto elaboram as próprias obras. Baseiam-se em conceitos e conclusões, raramente em deduções, segundo o livro. 

Dicas: Se você se enquadra neste perfil, não se esqueça de reservar, na agenda, um tempo para pensar. Mas também procure pessoas confiáveis com quem você possa compartilhar suas ideias e repensá-las, em conjunto. Atenção redobrada para não defender tanto suas propostas ao ponto de ser considerado como um “cabeça dura”. Em vez disso, mantenha-se sempre curioso e aberto ao novo. 

Entusiasta

A figura de um líder de torcida pode ser uma boa metáfora para profissionais que têm este perfil. Otimismo e bom humor são palavras chaves para descrevê-los. “Você não é tolerante, nem gentil. Em vez disso, desafia os outros a liberar o próprio potencial e fica impaciente quando alguém se recusa a fazê-lo, sugando sua energia sem gerar nada em troca”, afirma um dos trechos da obra.

Dicas: Profissionais com este perfil, segundo o autor, precisam aprender a impor limites claros de tempo e nas relações, segundo o autor. Outro ponto é aprender a apresentar, de maneira clara, as próprias opiniões e lidar melhor com desaprovações. 

Influenciador

Profissionais com este perfil tendem a ser persuasivos, autoconfiantes e, por vezes, impacientes. Tendem a ser objetivos e se entusiasmam diante da resistência de terceiros. 

Dicas: Neste caso, todo  cuidado é pouco para não se tornar um manipulador. Agradar pessoas apenas para ter o que se quer é manipulação, exemplifica o livro. Em vez disso, se importe realmente com elas e proponha situações que não beneficie apenas aos seus interesses mas que encontram os desejos delas também. 

Pioneiro

Fascinado pelo desconhecido, os pioneiros, segundo o livro, são otimistas, dinâmicos e tendem sempre para a ação. A incerteza e o risco são a mola propulsora de suas carreiras. 


Dicas: Para que os outros sigam suas ideias, você precisa de embasamento. Reúna dados e descreva minuciosamente cada etapa do processo e o que cada um pode ganhar com isso. 

Professor 

O principal dom deste profissional , nas palavras do autor, é ajudar a melhorar o desempenho de terceiros exatamente porque eles focam no aprendizado, no processo de crescimento de cada um. “Você vê cada pessoa como uma obra inacabada e se sente muito a vontade com esta bagunça”, diz.

Dicas: Busque aprender sempre – isso é essencial para a sua credibilidade e para que seu papel tenha relevância. Delegue responsabilidades (e autoridade) para quem você vê potencial. Em situações novas, coloque suas características de professor de lado e assuma o papel de aluno. 

Provedor

Superprotetor, o profissional provedor se importa com os outros e tende a ter empatia pelos problemas alheios. Geralmente, é um bom ouvinte e confiável.

Dicas: Por se envolver emocionalmente com seus colegas de trabalho, pode se sentir mal ao assumir uma nova posição ou equipe. Nestes momentos, lembre-se que a vida é dinâmica e trabalhe para criar vínculos com os novos colegas. Sobretudo, cuidado para não ser paternalista. Delegue responsabilidades.

Vinculador

O profissional vinculador tende a ser um expert em networking . Curioso, é movido por um genuíno interesse por aquilo que cada pessoa que conhece faz. É capaz de, com base nestas informações, aliar as habilidades de pessoas diferentes em um projeto único.

Dicas: Cuidado para não bancar o intrometido. Antes de tentar conectar as pessoas, peça permissão. Foque na sua capacidade de tirar o melhor dos outros. Todos os dias, aconselha o autor, tente vincular alguém a algo. Envie, por exemplo, e-mails com artigos que você considera relevantes para a habilidade da pessoa em questão.

Últimas Notícias

Ver mais
ENTREVISTA: Com vagas abertas, setor sofre com falta de talentos qualificados, alerta especialista
seloCarreira

ENTREVISTA: Com vagas abertas, setor sofre com falta de talentos qualificados, alerta especialista

Há 4 horas

Teste de Personalidade: o que é, para que serve e qual a importância
seloCarreira

Teste de Personalidade: o que é, para que serve e qual a importância

Há 4 horas

Concurso Nacional Unificado: Hoje é o último dia para pagar a taxa de inscrição; veja como proceder
seloCarreira

Concurso Nacional Unificado: Hoje é o último dia para pagar a taxa de inscrição; veja como proceder

Há 9 horas

“A minha carreira começou na infância”, diz Tarcísio Zanon, carnavalesco da Viradouro, campeã do Rio
seloCarreira

“A minha carreira começou na infância”, diz Tarcísio Zanon, carnavalesco da Viradouro, campeã do Rio

Há 19 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais