Três lições de carreira com Robinson Shiba, do China in Box

Depois de dois anos após um acidente de moto, Robinson reapareceu neste domingo, 16 de maio, por meio de um post em seu perfil no Instagram

Fundada em 1992 por Robinson Chiba, o China in Box foi um dos responsáveis por popularizar a comida oriental — como a yakisoba — no Brasil, principalmente no formato rápido. 

A ideia de montar um restaurante de comida asiática por entrega em embalagens de papel chegou à cabeça do empresário quando ele conheceu o formato nos Estados Unidos, junto com o amigo Marcelo Moraes. Na época, Shiba ainda fazia a faculdade de odontologia, as notas não eram tão boas, como ele mesmo diz, mas ainda assim continuava sempre a ouvir do seu pai: “Eu acredito em você. Você vai dar certo”. 

Aprenda com os especialistas as técnicas de inovação usadas pelas empresas de maior sucesso

Depois de dois anos após um acidente de moto, Robinson reapareceu neste domingo, 16 de maio, por meio de um post no seu perfil no Instagram: "Estou de volta!!!". Na foto do post publicado no início da tarde, Shiba aparece em uma cadeira de rodas e com um dos braços para cima.

Shiba sofreu um grave acidente de moto em São Paulo em fevereiro de 2019. Socorrido, foi levado ao hospital e ficou muito tempo em coma, segundo as poucas informações que foram tornadas públicas desde então.

Conhecido por ser um dos maiores líderes do país, Shiba era chamado para diversas entrevistas sobre empreendedorismo e gestão de pessoas. O empresário é dono também da rede Gendai. Veja abaixo algumas dicas de carreira do empresário, retiradas de falas em entrevistas que foram feitas antes do acidente.

1. Acredite

Por trás da persistência que teve ao fundar o China in Box, estava uma verdadeira crença que o empresário Robinson Shiba tinha no projeto. 

Essa espécie de fé naquilo que fazia foi o que moveu Shiba nos últimos 30 anos.

Em um evento de 2012 do Endeavor Brasil, ele conta que essa persistência também foi impulsionada pelos incentivos que recebia do pai. Quando era criança e precisava ajudar na loja do avô, mas preferia jogar bola, ele ouvia depois de receber uma bronca: “Eu acredito em você. Você vai dar certo”. A frase se repetiu como um mantra em diversas situações.

“Eu realmente, desde a infância, sempre acreditei muito naquilo que ia fazer. Acreditava ser um bom jogador de futebol, bom lutador de judô. Qualquer que eu fizesse, eu acreditava. E me esforçava para tentar dar o melhor de mim. Acho que essa é a principal característica minha. Eu acredito e falo com convicção minhas ideias” 

2. "Sempre serão pessoas"

Em entrevista com a Camila Farani para o canal do Startupi, em 2015, ele falou sobre a importância de manter as relações humanas e de estar próximo ao dia a dia dos restaurantes:

“Sempre serão pessoas que estarão à frente de qualquer coisa. Ou produzindo e vendendo, ou comprando, criticando e elogiando. Então, se você perder esse lado de pessoas, você dificilmente irá ter uma empresa que tem alguma chance de prosperar”, disse ele.

Shiba falou como estava incentivando os funcionários da área administrativa a rodar o país nas diferentes franquias, saindo do “ar-condicionado” para pensar em propostas que olhassem para os problemas reais na ponta do negócio.

3. Seja exemplo

A história familiar de Robinson estava sempre presente em seus relatos. Também ao programa Inflvencers, ele conta sobre a importância do exemplo quando se está dentro de uma operação familiar.

"Eu cresci nos fundos de uma loja para material de construção, que era do meu pai em sociedade com meu avô. Eu diariamente recebia mentoria, que na época era bronca. Quando me comprometia a ajudá-los na loja, tinha de chegar no horário. Eles falavam que você é filho do dono e neto do proprietário, você tem de ser a referência para todos os funcionários. Foram essas dicas que recebi durante toda a juventude"

Quais são as grandes tendências do mercado de trabalho? Invista na sua carreira. Assine a EXAME.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.