Bússola
Um conteúdo Bússola

OEC recebe prêmio de governança corporativa

OEC recebe prêmio de governança corporativa

Prêmio foi entregue pelo Ministério da Infraestrutura (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Prêmio foi entregue pelo Ministério da Infraestrutura (Fernando Frazão/Agência Brasil)

B

Bússola

Publicado em 29 de dezembro de 2022 às 21h23.

A OEC - Engenharia e Construção recebeu no último dia 13, em cerimônia realizada no Ministério da Infraestrutura, em Brasília, o Selo Fomento Infra+ Integridade. A iniciativa do Executivo Federal premia empresas do setor de infraestrutura que adotam boas práticas em governança corporativa, bem como desenvolvem e incentivam o comportamento ético, ações de transparência e prevenção à fraude e à corrupção.

Para a obtenção do Selo, a OEC passou por uma análise técnica criteriosa das iniciativas adotadas no âmbito interno da empresa a partir de evidências, documentos, cases de experiência e certidões, num processo que teve duração de aproximadamente cinco meses.

Na avaliação de Rafael Gomes, diretor de Gestão de Riscos e Integridade da Novonor e da OEC, a conquista do Selo Infra+ Integridade agrega mais credibilidade à marca OEC perante o mercado e confirma o compromisso da companhia em transformar o setor de infraestrutura, priorizando a transparência e a ética nos negócios e nas relações com todos os stakeholders.

“Sistemas de governança corporativa de classe mundial e programas efetivos de integridade exigem compromisso da alta direção, investimento, tempo e disciplina para amadurecer. Mais do que cumprir códigos, políticas, processos e estruturas de compliance, os esforços para nutrirmos a ética e a integridade como valores orientadores de nossa conduta no dia a dia são coletivos, intensos e constantes. Essas são algumas das lições que aprendemos na jornada de transformação que nossa empresa abraçou nos últimos sete anos”, diz Gomes.

Com mais de 15 anos de experiência na área de compliance, Rafael Mendes Gomes assumiu recentemente a diretoria de Gestão de Riscos e Integridade da Novonor e da OEC. Antes de ingressar na Novonor, Gomes atuou no mesmo cargo na Petrobras e em escritórios de advocacia. Alexandre Baltar, anteriormente responsável pela condução dos trabalhos de integridade, foi destacado para conduzir uma nova diretoria criada especialmente para tratar da agenda ESG na holding e na construtora.

O atestado de boas práticas corporativas emitido pelo Governo Federal soma-se a uma série de outros reconhecimentos recebidos pela OEC ao longo de 2022. Em outubro, o Relatório Anual sobre o Sistema de Sanções do Banco Mundial mencionou a construtora como um “exemplo de empresa focada em ações de conformidade” com um programa abrangente e alinhado aos princípios definidos nas diretrizes do Banco Mundial. Além disso, o Banco Mundial destacou que o programa de integridade desenvolvido pela companhia e a cooperação com autoridades de controle nacionais e internacionais foram determinantes para retirar as empresas do grupo da lista de sanções, na qual figuravam desde 2019.

Ainda durante 2022, a estes reconhecimentos somam-se a certificação ISO 37001 (gestão antissuborno), obtida pela OEC para as suas operações globais, o encerramento exitoso do monitoramento do programa de integridade da OEC pela CGU, a associação da companhia ao IBGC, que também avaliou as medidas de governança e integridade da OEC, a participação da empresa como signatária do Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção, iniciativa do Instituto Ethos, sua participação no MISEC (Movimento pela Integridade no Setor de Engenharia e Construção), entre outras ações e iniciativas.

Radar Anticorrupção

O Selo Infra+ Integridade é o sétimo pilar do programa Radar Anticorrupção, criado pelo MInfra, em parceria com Ministério da Justiça e Segurança Pública, Controladoria-Geral da União (CGU), Advocacia-Geral da União (AGU) e Polícia Federal (PF), para aprimorar a gestão pública e coibir desvios de conduta e de recursos públicos. Desde que foi criado, em 2019, o programa realizou mais de 800 análises de integridade e encaminhou mais de 600 denúncias às autoridades policiais e órgãos de controle.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Análise do Alon: Lula, o superministro da Economia

Análise do Alon: O “orçamento secreto” no pano verde

Marcia Byrne: período eleitoral registrou aumento de anúncios fraudulentos

Acompanhe tudo sobre:EngenhariaMinistério da InfraestruturaPolítica

Mais de Bússola

Claudia Elisa Soares: ESG vai bem, obrigado

Como Inter, super app financeiro, lucrou R$ 195 mi apostando em IA generativa

Quem é a arquiteta que participa pela 6ª vez da mostra CASACOR assinando galeria de arte

Bússola Cultural: inscrições abertas para o 3° Concurso de Crônicas sobre futebol de várzea

Mais na Exame