Acompanhe:

O depoimento do silêncio e o peito aberto de Ernesto Araújo

Semana da CPI terá Eduardo Pazuello e a “capitã cloroquina”, que recorreram ao STF para usar o direito de ficar em silêncio

Modo escuro

Continua após a publicidade
Ex-chanceler Ernesto Araújo vai responder sobre por que não conseguiu vacinas e insumos para o Brasil (Adriano Machado/Reuters)

Ex-chanceler Ernesto Araújo vai responder sobre por que não conseguiu vacinas e insumos para o Brasil (Adriano Machado/Reuters)

D
Da Redação

Publicado em 17 de maio de 2021 às, 19h48.

Última atualização em 17 de maio de 2021 às, 20h22.

Por Márcio de Freitas

O ex-chanceler Ernesto Araújo não pediu a proteção do Supremo Tribunal Federal para seu depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia. De peito aberto qual Tupã, chega para enfrentar a velha política e a nova ordem internacional globalista.

Os senadores perguntarão por que o ex-ministro não conseguiu as vacinas e IFA de países como China e Índia para o Brasil. A razão dos canais diplomáticos estarem obstruídos todos sabem: havia clara predileção pela proximidade com o governo de Donald Trump nos Estados Unidos. Mas perguntar é obrigação. E se ofenderem, ganham bônus político.

Houve por parte de Araújo ataques em linguagem empolada contra alguns países, tradicionalmente amigos e com volume considerável de negócios com o Brasil. Há informações até de recados pouco diplomáticos que sugeriram a troca de embaixadores de alguns desses países.

Como a conta sempre chega, agora é a hora de os senadores tentarem entender porque o maior parceiro comercial, e maior fornecedor de insumos e da próxima vacina ao Brasil, foi tão criticado e hostilizado durante a gestão de Araújo.

Bom lembrar que a queda do ex-ministro foi providenciada pelo Senado, depois que ele respondeu com inabilidade ímpar à senadora Kátia Abreu, que recebeu solidariedade quase unânime na Casa após o incidente.

A semana começa com tensão na CPI, que ainda terá o general Eduardo Pazuello e a "capitã cloroquina" Mayra Pinheiro. Ambos recorreram ao STF para usar o direito de não se incriminarem nos depoimentos. A oposição já celebra esse silêncio eloquente como mais uma batalha ganha na guerra da CPI.

*Márcio de Freitas é analista político da FSB Comunicação

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Últimas Notícias

Ver mais
Zema reitera no STF que não vai exigir vacinação completa de estudantes na rede estadual
Brasil

Zema reitera no STF que não vai exigir vacinação completa de estudantes na rede estadual

Há uma semana

Qual a diferença entre dengue e covid-19? Veja os sintomas
Brasil

Qual a diferença entre dengue e covid-19? Veja os sintomas

Há uma semana

Bússola Poder: o Simão Bacamarte de Curitiba 
Um conteúdo Bússola

Bússola Poder: o Simão Bacamarte de Curitiba 

Há 2 semanas

MG e SC contrariam Ministério da Saúde e não exigem carteira de vacinação para matrícula escolar
Brasil

MG e SC contrariam Ministério da Saúde e não exigem carteira de vacinação para matrícula escolar

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais