Bússola
Um conteúdo Bússola

Natural One investe R$ 1 mi em supply chain mirando economia de R$ 30

A iniciativa tem como foco automatizar a cadeia de suprimentos da empresa, seguindo as melhores práticas do mercado

Investimento depende de automação das estruturas (Natural One/Divulgação)

Investimento depende de automação das estruturas (Natural One/Divulgação)

B

Bússola

Publicado em 15 de julho de 2022 às 15h20.

A Natural One está investindo em torno de R$ 1 milhão em uma nova iniciativa na área de supply chain (cadeia de suprimentos), o Projeto Coupa / PG (procure to pay), plataforma de nuvem focada em gerenciamento de gastos empresariais que vai automatizar a cadeia de suprimentos da foodtech, desde insumos até o relacionamento com fornecedores. Em termos de potenciais ganhos, o primeiro ano de implementação do projeto irá gerar mais de R$ 5 milhões em savings e, ao longo dos cinco próximos anos, poderá ultrapassar a marca de R$ 30 milhões – cerca de R$ 6 milhões/ano –, somando-se os ganhos com a plataforma Coupa e a consultoria de strategic sourcing da Procurement Garage.

A Natural One segue a ação de outras grandes empresas que investem nesse tipo de solução tecnológica para uma gestão mais otimizada e estratégica de suprimentos, impactando diretamente o negócio por meio de melhores práticas de mercado em termos de processos, práticas, pessoas, tecnologia, governança e compliance.

A iniciativa de supply chain permitirá uma maior integração dos pedidos e suas etapas – aprovação, contrato, pagamento – com o planejamento da produção dos sucos, tudo de forma eletrônica. Ainda nesse contexto, a empresa contará também com uma plataforma voltada para um planejamento mais eficiente do estoque, evitando, por exemplo, o desperdício e erros por interações manuais.

“O Projeto Coupa consiste na implementação de um software (portal de compras), integrado ao sistema ERP (Protheus), para ganho de eficiência na rotina de todas as áreas da Natural One, tornando os processos muito mais ágeis, seguros e transparentes. Com fluxos e padrões bem definidos e integrados em ambos os sistemas, a iniciativa irá ainda facilitar a comunicação e o acompanhamento de 100% dos pedidos gerados e negociados em uma interface direta com toda a rede de fornecedores da empresa”, declara o vice-presidente de Supply Chain da Natural One, Thiago Carvalho Pereira.

O VP reforça ainda que esses ganhos serão obtidos por meio de uma maior eficiência dos processos como um todo, impactando no controle de gastos (evitando-se custos desnecessários como estocagem/logística para pedidos de saída rápida, por exemplo); uma celeridade no processamento/entrega dos pedidos; melhoria significativa no compliance geral; gestão mais assertiva do ciclo de vida de contratos com parceiros/fornecedores; parametrização e gestão dos níveis de estoques de insumos/produtos e até antecipação de riscos com fornecedores (permitindo que a empresa se antecipe e busque soluções).

 

O objetivo da Natural One em investir em projetos como este é otimizar cada vez mais os processos internos para que a empresa continue em um forte ritmo de crescimento constante – apenas no mercado brasileiro, a Natural One registrou um aumento de 30% em sua receita operacional líquida no primeiro trimestre de 2022, atingindo a marca de R$ 90 milhões no período.

“Os ganhos quantitativos e qualitativos falam por si só e vemos que essa parceria ainda vai gerar muitos frutos", afirma Leonardo Alexander, CEO da Procurement Garage”.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Bioeconomia faz parte da solução para desafios do clima, diz pesquisador

Até o talo: aproveitamento integral de alimento é simples e impactante

Economia Circular pode tirar Brasil da 5ª posição dos geradores resíduos

Acompanhe tudo sobre:Empresasgestao-de-negociosSustentabilidade

Mais de Bússola

A volta da dupla Senna e Shell: marcas firmam parceria para promover lançamento de etanol aditivado

Bússola Cultural: Dia do Orgulho Nerd terá comemoração gratuita em São Paulo

Ye Zhang: por que o setor de suplementos alimentares está transformando a saúde global?

Qual será o impacto da reforma tributária na energia elétrica?

Mais na Exame