• AALR3 R$ 20,24 0.20
  • AAPL34 R$ 66,25 -0.79
  • ABCB4 R$ 17,04 2.10
  • ABEV3 R$ 14,02 0.00
  • AERI3 R$ 3,71 1.92
  • AESB3 R$ 10,94 2.24
  • AGRO3 R$ 31,50 2.47
  • ALPA4 R$ 20,46 0.00
  • ALSO3 R$ 19,15 0.74
  • ALUP11 R$ 27,00 0.75
  • AMAR3 R$ 2,44 1.24
  • AMBP3 R$ 30,42 1.23
  • AMER3 R$ 23,77 1.28
  • AMZO34 R$ 66,40 -0.36
  • ANIM3 R$ 5,56 2.02
  • ARZZ3 R$ 81,90 0.66
  • ASAI3 R$ 16,15 1.19
  • AZUL4 R$ 21,40 1.42
  • B3SA3 R$ 12,07 0.25
  • BBAS3 R$ 37,48 1.30
  • AALR3 R$ 20,24 0.20
  • AAPL34 R$ 66,25 -0.79
  • ABCB4 R$ 17,04 2.10
  • ABEV3 R$ 14,02 0.00
  • AERI3 R$ 3,71 1.92
  • AESB3 R$ 10,94 2.24
  • AGRO3 R$ 31,50 2.47
  • ALPA4 R$ 20,46 0.00
  • ALSO3 R$ 19,15 0.74
  • ALUP11 R$ 27,00 0.75
  • AMAR3 R$ 2,44 1.24
  • AMBP3 R$ 30,42 1.23
  • AMER3 R$ 23,77 1.28
  • AMZO34 R$ 66,40 -0.36
  • ANIM3 R$ 5,56 2.02
  • ARZZ3 R$ 81,90 0.66
  • ASAI3 R$ 16,15 1.19
  • AZUL4 R$ 21,40 1.42
  • B3SA3 R$ 12,07 0.25
  • BBAS3 R$ 37,48 1.30
Abra sua conta no BTG

Nas ondas do áudio: 8% dos brasileiros ouvem podcast e tendência só cresce

Corrida pelo áudio mobiliza bigtechs e as novas gerações, mas mantém vivo o centenário rádio que também tem audiência cativa no país, segundo estudo da Kantar IBOPE
 (Getty Images/Getty Images)
(Getty Images/Getty Images)
Por Alexandre Loures e Flávio Castro*Publicado em 13/04/2021 16:34 | Última atualização em 13/04/2021 16:34Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Qual seu podcast favorito? Com certeza, a maioria dos leitores vai listar pelo menos um programa que acompanha. A busca por conteúdo em áudio só cresce e se justifica pelo formato que permite consumir informação e ainda fazer, simultaneamente, alguma outra atividade. 

De acordo com a recente pesquisa da Associação Brasileira de Podcasters (Pod PESQUISA 2020), a estimativa é que o Brasil tenha 34,6 milhões de ouvintes de podcast. Ou seja, praticamente 8% da população.

E, mesmo com a pandemia, o mercado nacional de podcast segue em ascensão: publicado pela Voxnest, o relatório State of the Podcast Universe aponta que o Brasil lidera o ranking de países onde a produção de podcasts mais cresceu desde o início de 2020. 

Os números não param de impressionar. Para 2021, a previsão do eMarketer é que o investimento em publicidade em podcast ultrapasse a marca de US$ 1 bilhão no mercado norte-americano.

O formato em áudio está, de fato, mexendo com o mercado. Segundo a Bloomberg, o Twitter Inc. tentou adquirir o Clubhouse, a rede social de áudio que explodiu nos últimos meses, por US$ 4 bilhões. O negócio não se concretizou, e o Twitter segue investindo no seu Spaces, o recurso em áudio lançado no fim de 2020 e ainda em versão beta. 

A corrida pelo áudio também já mobiliza companhias como Facebook, LinkedIn, Telegram, TikTok, Spotify e até Slack Technologies Inc. Todas as plataformas começam a explorar o formato e a oferecer alternativas ao pioneiro Clubhouse, com vantagens como serviço disponível também para Android, computadores e navegadores, além de diferenciais como recursos de segurança e perfis profissionais.

Rádio

Se o áudio ganhou protagonismo com as bigtechs e ouvintes de novas gerações, o centenário rádio também segue firme, forte e com audiência cativa aqui no Brasil. O estudo Inside Radio 2020, da Kantar IBOPE Media, revela que 78% dos brasileiros, de 13 regiões metropolitanas pesquisadas, ouvem rádio. E ouvem bastante: 3 em cada 5 dos entrevistados escutam diariamente em uma média de 4 horas e 41 minutos. 

Apesar de o rádio tradicional ainda fazer sucesso (81% das pessoas utilizam especificamente o aparelho radiofônico, incluindo o do carro), outros devices, como smartphones, tablets, notebooks e smart TVs, demonstram o crescimento do rádio na internet. Atualmente, 9% dos ouvintes entrevistados acessam rádio online e 16% consomem o meio quando estão conectados na web. 

A era digital do áudio chegou com tudo. 

* Alexandre Loures e Flávio Castro são sócios da FSB Comunicação

Siga Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter  |   Facebook   |  Youtube