Um conteúdo Bússola

Grupo Carrefour investirá R$ 50 milhões para combater o desmatamento

Profissionais renomados de mercado formam comitê que visa conservar a biodiversidade do país
 (Germano Lüders/Exame)
(Germano Lüders/Exame)
B
BússolaPublicado em 03/09/2022 às 12:00.

Para acelerar seu contínuo compromisso no combate ao desmatamento, o grupo Carrefour Brasil, ecossistema de varejo alimentar, anuncia a criação do Comitê de Florestas, formado por cinco membros voluntários — sendo dois executivos internos e três especialistas de mercado. O grupo também realizará um investimento de R$ 50 milhões em ações voltadas à preservação dos biomas brasileiros.

Representam a companhia Stephane Maquaire, CEO do grupo no Brasil, e Carine Kraus, diretora de Engajamento da empresa na França. Eles se juntarão a Carlos Nobre, cientista climático; Eduardo Assad, cientista, pesquisador e professor brasileiro especializado em mudanças climáticas; e Arnaldo Carneiro Filho, pesquisador sênior do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia.

Os cinco serão responsáveis pela análise de decisões estratégicas, por sugestões e avaliações de ações integradas que consolidam os compromissos globais do grupo Carrefour, e pela interação, transparência e fortalecimento da agenda ESG no Brasil. Além disso, chegam para ampliar a governança, por serem especialistas aclamados em vários fóruns, contribuindo significativamente no diálogo sobre preservação ambiental.

“A proteção das florestas e da biodiversidade é um tema que está entre as nossas prioridades. O grupo usará de seu conhecimento e capilaridade para impulsionar avanços ainda maiores na preservação do meio ambiente. Esse é mais um passo em nossa missão de liderar a transição alimentar para todos, de maneira responsável e consciente”, afirma Stephane Maquaire.

Plano de ação

A companhia irá conduzir cinco iniciativas, que serão monitoradas e reportadas regularmente. São elas:

  • O estabelecimento de uma governança dedicada à proteção das florestas, com a criação de um Comitê de Especialistas Florestais de alto nível, composto por especialistas independentes, incluindo grandes nomes como Carlos Nobre, Eduardo Assad e Arnaldo Carneiro Filho;
  • Reduzir os volumes de fornecimento de carne bovina de áreas críticas em 50% até 2026 e 100% até 2030;
  • A criação de um Fundo dedicado à luta contra o desmatamento e conversão no valor de 50 milhões de reais que financiará, até 2026, projetos inovadores e sistêmicos de auxílio ao reflorestamento;
  • A mobilização de um coletivo local e internacional reunindo especialistas, parceiros, indústrias e outros líderes da distribuição em massa para generalizar as medidas de combate ao desmatamento para todo o mercado;
  • A criação de uma plataforma de publicação de resultados aberta a todos para assegurar a transparência sobre os avanços e as dificuldades encontradas na execução de seu plano de ação.

Sustentabilidade

O grupo Carrefour realiza diversas iniciativas que promovem a sustentabilidade, sendo que alguns dos temas que fazem parte da agenda praticada pela empresa envolvem economia circular, pecuária sustentável e parcerias para incentivar pequenos e médios produtores.

Além disso, foi anunciado no começo deste ano uma ferramenta para apoiar a rastreabilidade completa da produção pecuária brasileira, desde os bezerros até os consumidores finais, com inclusão, transparência e proteção de dados.

O objetivo do Protocolo de Produção Sustentável de Bezerros é oferecer soluções tecnológicas para acelerar a adoção de modelos mais sustentáveis na cadeia pecuária, garantindo que os consumidores finais conheçam os atributos socioambientais dos produtos que consomem.

 

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Como a Gerdau busca bater recordes em ESG das indústrias mundiais

A economia nacional já começa a ir para o digital e é essencial

Caroline Badra: Os desafios da mão de obra no agronegócio brasileiro