A página inicial está de cara nova Experimentar close button
Conheça o beta do novo site da Exame clicando neste botão.

Geekonomy: dá para ficar milionário no Roblox?

Febre entre o público infantil, plataforma de games gera receita para milhões de usuários no mundo após crescimento recorde durante a pandemia

Se você já ouviu falar de Roblox, das duas, uma: ou é porque você convive com crianças e adolescentes, ou é porque ficou sabendo recentemente que a plataforma fez sua oferta de ações e estreou na bolsa de Nova York, avaliada em 38 bilhões de dólares.

Mas afinal, em que categoria de entretenimento podemos encaixar esse fenômeno? Roblox é uma plataforma de gaming e interação social focada em jogos criados pelos próprios usuários. É game, mas não é game. É marketplace, mas não é marketplace. É rede social, mas não é rede social. Mas para que etiquetar tudo, não é mesmo? O que importa, para eles, é que o título se tornou uma febre entre os mais jovens.

Na última semana, discutimos aqui neste espaço como o público que consome games mudou, ficou mais casual e já não se identifica necessariamente como gamer. E o Roblox se encaixa nas três tendências de transformação desse mercado: games como universos de interação social; modelos de negócios em transformação; Netflix, só que de games.

E quando falamos em tendências, parece que tudo é muito novo, que não existia. Mas não é esse o caso. É tendência porque a cada dia impacta públicos com interesses mais amplos, alcança novos territórios geográficos e movimenta mais dinheiro. Mas esses atributos da indústria destacados acima circulam em comunidades específicas há anos. O próprio Roblox está no ar desde 2006, com ondas de popularidade que variaram bastante, mas de modo geral sempre com uma audiência consistente.

A pandemia de covid-19 afetou a plataforma de inúmeras maneiras. Devido à quarentena e ao distanciamento social, o ambiente online deles se tornou uma forma de crianças e adolescentes se comunicarem entre elas. As festas de aniversário hospedadas no Roblox, por exemplo, são um fenômeno que cresceu muito. Isso trouxe um crescimento significativo do número de usuários, e consequentemente, no faturamento. Em 2020 a empresa viu seu valuation crescer de 4 bilhões para quase 30 bilhões de dólares, culminando no IPO em março agora.

Alguns dados interessantes sobre o Roblox:

Popularidade demográfica

O maior público é de crianças com menos de 13 anos

Faturamento

2017 - US$ 45 milhões

2020 - US$ 920 milhões

Usuários

2017 – 35 milhões

2021 – 199 milhões

Usuários ativos por dia

2018 – 10,9 milhões

2020 – 33,4 milhões

(para efeitos de comparação, o Fortnite tem cerca de 25 milhões de usuários ativos por dia)

Monetização por usuários da plataforma

2017 – US$ 30 milhões

2020 – US$ 250 milhões

Esse último dado sobre monetização se refere ao pagamento realizado aos milhões de usuários que desenvolvem dentro da plataforma (é aberto para quem quiser fazer). Mundos, jogos e itens para compra são alguns dos recursos monetizáveis.

E dá para ficar rico no Roblox?

O universo potencial do negócio Roblox não se limita à própria plataforma. Além do lançamento de diversos produtos licenciados, como brinquedos que ostentam a marca, há uma crescente de produtores de conteúdo no mercado de influência monetizando vídeos e streamings relacionados ao jogo no YouTube e na Twitch. É uma comunidade cada dia maior e mais global. E, como comunidade, é ela que dá escala e mantém vivo o interesse pelo game.

Toda essa relação otimista do mercado em relação ao Roblox se deve sobretudo ao grande número de criadores que desenvolvem em sua plataforma. São cerca de 20 milhões de desenvolvedores. Embora a maioria dos jogos possa entrar e sair da moda rapidamente, a comunidade de desenvolvedores do Roblox continuará lançando novos conteúdos.

Grandes títulos online de interação massiva, como World of Warcraft, ou mesmo Fortnite, dependem de uma grande força de produção técnica atuando na criação de novas histórias, mecânicas e produtos. E têm obtido sucesso no modelo ao longo dos anos. A sacada do Roblox é que a própria comunidade cria, desenvolve, publica e valida os conteúdos, tornando-os sucessos ou não.

Se a ideia é tentar categorizar de alguma forma, podemos dizer que Roblox é uma espécie de playground online, onde é possível brincar e interagir com seus amigos, mas também criar suas próprias brincadeiras.

Há jogos de todos os estilos e temáticas disponíveis, para todos os gostos. Simuladores de restaurantes e resorts, jogos estilo tower defense, jogos de ação, corrida, mistério, sobrevivência.

Com o Roblox Studio é possível criar seu próprio mundo virtual em jogos que podem instantaneamente ficar disponíveis para milhões de usuários da plataforma.

A plataforma tem seu sistema interno de compra e venda, e uma moeda própria, a Robux, que é utilizada para as transações internas. Você, como criador, pode desenvolver itens e jogos para compra no Roblox. Os criadores recebem 30% de sua receita. Em 2020, eles repassaram 328,7 milhões de dólares para a comunidade de criadores. Há usuários que faturam uma média de 50.000 dólares por mês.

Portanto, é um mercado em expansão e cheio de oportunidades. Há cada vez mais profissionais entrando e investindo tempo e dinheiro em seus microuniversos robloxianos. Há espaço para nichos, para testar formatos, para muita coisa. Corra enquanto é tempo.

* Cauê Madeira é sócio-diretor de Growth na Loures Consultoria

Assine os Boletins da Bússola

Siga Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter  |   Facebook   |  Youtube

Mais da Bússola:

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também