Um conteúdo Bússola

ESG: por que as empresas falam tanto sobre essa agenda?

Não haverá futuro se não adotarmos políticas ambientais, sociais e de governança
ESG é um caminho necessário para o mundo corporativo (Shutterstock/Divulgação)
ESG é um caminho necessário para o mundo corporativo (Shutterstock/Divulgação)
J
Jonas Laurindvicius*Publicado em 17/08/2022 às 20:00.

Como responsável por uma empresa voltada para a saúde e o bem-estar das pessoas, decido começar este texto tomando a liberdade de trazer uma comparação: assim como nós, empresas são organismos vivos em constante evolução. E, para que isso aconteça de uma maneira sustentável, é imprescindível que as companhias estejam em sintonia com uma das siglas mais utilizadas no universo corporativo no momento: ESG (Environmental, Social and Governance), que define as melhores práticas ambientais, sociais e de governança.

Seguindo no paralelo com um ser humano, as frentes representadas nessas três letras podem ser pareadas às nossas necessidades de alimentação equilibrada, atividade física, saúde mental: não dá para sobreviver sem zelar por estes aspectos.

O principal motivo é que a valorização das práticas ESG vai muito além de uma tendência de mercado: acontece de fora para dentro e vice-versa. Colaboradores e clientes fazem parte dessa malha que anseia por um presente e futuro mais responsáveis.

Diante desse cenário, é imperativo que os gestores contemporâneos assumam responsabilidades na construção de uma sociedade mais justa, ecológica e consciente.

O Grupo DPSP, com seus 26 mil colaboradores, faz parte dessa transformação. Acabamos de inaugurar uma nova loja ecológica em Paraty, localizada na Costa Verde do Rio de Janeiro e reconhecida como patrimônio ambiental mundial pela Unesco. Essa unidade engloba diversas iniciativas sustentáveis, como sistema de captação de águas de chuva para reuso, geração solar e mobiliário de madeira de reflorestamento, entre outras estruturas inteligentes.

Também fizemos um investimento robusto para diminuir o consumo energético em nossas operações. Até 2023, queremos atuar com 100% de uso de fontes energéticas renováveis em nossas lojas e já contamos com infraestrutura em Minas Gerais abastecida dessa maneira. Ainda em 2022, todas as lojas da rede nos estados de Rio de Janeiro, Pernambuco, Bahia, Distrito Federal e algumas unidades do interior de São Paulo contarão com essa solução, assim como os nossos centros de distribuição.

Além destas medidas na infraestrutura da nossa rede, contamos com o Programa de Logística Reversa nas unidades do Grupo DPSP. Por meio dele, atuamos no recolhimento de medicamentos e pilhas para incineração, como forma de minimizar os impactos ambientais e ajudar na preservação do meio ambiente. Com esta medida, já foram recolhidas aproximadamente 81 toneladas de itens, sendo 54,9 toneladas de medicamentos em desuso e 26,7 toneladas de pilhas e baterias.

No aspecto social, contamos com diversas iniciativas dentro do nosso guarda-chuva Ser+ (+Sustentável, +Eficiente e +Responsável), que ganhou “reforços” em 2022. Um deles é Graduação Farma, projeto pioneiro elegível para os nossos colaboradores e visa facilitar o acesso ao ensino superior. Firmamos uma parceria inédita com instituições de ensino, com o objetivo de alcançar inicialmente 100 profissionais interessados no curso de Farmácia e formar, “dentro de casa”, os farmacêuticos que atuarão na companhia.

Outra novidade é o Programa de Voluntariado, que teve início em maio desse ano e atende no momento seis instituições beneficentes que cuidam de idosos em cinco estados do Nordeste e Sudeste. O objetivo é prestar suporte por meio de orientação em torno dos cuidados com a saúde física, mental e bem-estar dos idosos.

Ainda na fase piloto, participaram 82 voluntários e 400 idosos das instituições Casa Luz do Caminho (SP), Lar Bussocaba (SP), Mansão da Esperança (RJ), Abrigo Santa Helena (MG), Lar dos Velhinhos (DF) e ACCABEM (BA). O sorriso dessas pessoas, no dia a dia, tem valor inestimável para nós.

Por fim, olhamos permanentemente para a governança. Trabalhamos para impulsionarmos a eficiência dentro do Grupo buscando integrar, formar e desenvolver os nossos colaboradores. Para isso, contamos com iniciativas como Rodas de Conversas, Formação em Libras, Formação de DEVS, Reuniões de resultados, Programa de Negócios, Acelera, Especialização Logística entre outros. Aqui, todos são parte com igual valor para nós.

ESG é um caminho necessário para o mundo corporativo. E cabe a nós, gestores, fomentar projetos conectados e integrados dentro de nossas empresas. De passo em passo, juntos, avançamos como empresa e como sociedade.

*Jonas Laurindvicius é CEO do Grupo DPSP

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Ford Fund distribui verba a estudantes para projetos de diversidade

ESG: Escritório destina 0,5% do valor líquido de faturas para sustentabilidade

ESG: Como melhorar os ratings e as ferramentas de avaliação?