Cada vez mais plurais e lucrativos, games trazem oportunidades para marcas

Dados mostram projeções bilionárias de receita para 2021 e uma comunidade cada vez maior de jogadores e espectadores de streamings e vídeos

Por Lucas Tavares*

Esqueça aquela imagem do garoto adolescente apertando freneticamente os botões de um controle de console! Quando falamos dos gamers, a diversidade de perfis também entra no jogo – principalmente quando pensamos nos chamados jogadores casuais. Dados recentes são acompanhados da sensação agradável de surpresa. Afinal, é delicioso – e, convenhamos, muito interessante para a publicidade e comunicação – ver a variedade de gêneros, idades, composições familiares e até mesmo do comportamento de consumo dessa galera que aperta o start.

No Dia do Orgulho Nerd, celebrado neste 25 de maio, compilamos alguns dados bem bacanas sobre o tema. A oitava edição da Pesquisa Game Brasil 2021 mostra, por exemplo, que as mulheres já são maioria e representam 51,5% dos gamers. E mais: a faixa etária de 25 a 34 anos já representa 35,3% do público, 30,9% são pais ou mães e 20,2% são casais sem filhos. Ou seja, aquele casal de vizinhos joga, sua chefe joga, o filho da sua chefe também joga e você, caro leitor, muito provavelmente também tem esse hábito.

Grande parte deles ainda disputa suas partidas diárias nos consoles (15%) e computadores (19,5%), mas essa diversificação de perfil foi em grande parte impactada por esse aparelho aí no seu bolso, o smartphone (40,8%). A acessibilidade e a praticidade de jogar no seu dispositivo mobile, além da gama de jogos cada vez mais interessantes e bem desenvolvidos, é um grande atrativo que impulsiona essa porcentagem cada vez mais pra cima.

Mas esses grandes números não estão aí à toa. O Brasil é uma nação de jogadores: 72% dos brasileiros jogam jogos digitais e 19,2% jogam de 8 a 20 horas por semana. Isso nos coloca na 12ª posição no ranking global, à frente de potências produtoras como os Estados Unidos, segundo pesquisa da Kantar Ibope Media.

Um mercado de grandes cifrões

No Brasil e no mundo, as cifras relacionadas a esse universo são grandes demais para passarem despercebidas. Somente em 2020, o setor teve uma receita de mais de R$ 660 bilhões. Para 2021, as previsões são ainda maiores e apontam montantes de mais de R$ 750 bilhões. Neste artigo da Bússola, você também pode conhecer mais sobre os números do mercado brasileiro.

Toda essa grana representa grandes oportunidades para marcas, não só as de tecnologia. Afinal, como seres humanos, os gamers também comem, bebem, compram carros, perfumes, roupas, possuem conta em banco, utilizam plataformas de delivery e de transporte individual.

Ainda segundo a Pesquisa Game Brasil 2021, nomes como O Boticário (72,5%), Coca-Cola (82,9%), iFood (81%), Uber (79,3%) e Mastercard (73,3) são os mais lembrados e consumidos por esse público. Note que nenhuma delas é exclusiva do mundo gamer. Está enxergando as possibilidades?

E eu não falo só sobre ações voltadas a quem joga. Aqui, há até mesmo possibilidades de entrar no universo do jogo com ações e eventos mega envolventes. A apresentação do rapper Travis Scott no game Fortnite, por exemplo, reuniu 12,3 milhões de jogadores simultâneos e mais de 160 milhões em vídeos de react, segundo dados do “O Novo Cenário dos Games”, da Winnin Reports. Imagina só sua marca por ali.

E obviamente, além de quem joga, temos que pensar em quem assiste! Afinal, cerca de 1,2 bilhões de pessoas gastaram horas a fio assistindo streaming ou vídeos sobre games – um tipo de conteúdo que movimentou cerca de R$ 48 bilhões em 2020.

Somadas, as plataformas dedicadas contabilizam mais de 1 trilhão de minutos assistidos. Somente a Twitch, a queridinha desse público, reúne mais de 30 milhões de acessos diários e mais de 7 milhões de streamers ativos mensalmente. É verdadeiramente uma legião de fãs e criadores de conteúdo!

Conheça esses e outros números

Para celebrar o Dia do Orgulho Nerd e mostrar o grande potencial do universo dos games para o mercado de comunicação e de publicidade, o time da Loures Consultoria compilou dados e insights interessantes para quem quer apostar nesse tipo de público, alguns deles mencionados aqui neste artigo. Caso você queira conhecer outros números e se preparar para aproveitar essas oportunidades, é só clicar aqui e fazer o download do paper.

E vamos combinar: os nerds têm mesmo é que se orgulhar de números tão significativos e que representam literalmente trilhões de oportunidades daquele match perfeito entre sua marca e os gamers.

Então, se você e sua empresa ignoram por completo esse universo, pense de novo!

Feliz Dia do Orgulho Nerd!

*Lucas Tavares é Coordenador de Dados & Insights da Loures Consultoria

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também