Um conteúdo Bússola

Ageless: Escreva o diário do seu futuro agora

Não deixe de se valorizar profissionalmente por conta de sua idade; sua experiência e seu conhecimento são muito valiosos para a empresa
Idoso de mercado de trabalho: Não permita que a insegurança barre suas oportunidades (Stephen Zeigler/Getty Images)
Idoso de mercado de trabalho: Não permita que a insegurança barre suas oportunidades (Stephen Zeigler/Getty Images)
B
BússolaPublicado em 05/07/2022 às 10:10.

Por Mauro Wainstock*

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), compilados pela LCA Consultores, nos últimos 12 meses o Brasil bateu o recorde de pedidos de demissão. Foram quase 6,2 milhões de solicitações, o equivalente a um terço de todos os desligamentos registrados no último ano (18,7 milhões).

Entre os principais motivos para este fenômeno está o movimento global conhecido como “Great Resignation”, que alerta para:

  • Cultura tóxica das companhias.
  • Insegurança nas organizações.
  • Excesso de pressão.
  • Falta de reconhecimento profissional.

E você, que já completou 40 anos, ainda é valioso para a empresa em que você trabalha?

Quer que eu responda com a máxima sinceridade? Você nunca foi tão valioso! Mas será que a empresa percebe isto? Ela realmente está valorizando a sua experiência e o conhecimento que você acumulou em vários anos de carreira?

Independentemente da sua resposta, chegou a hora de você se dar esse valor.

Não precisa sair da empresa, mas tenha outros planos. Não me refiro ao “Plano B”, aquele que é planejado agora, mas executado só após o seu desligamento, mas aos “Planos AA”, “Plano AAA” etc que são aqueles que podem ser implementados enquanto você ainda é colaborador da empresa, em horários alternativos e sem afetar a entrega do seu trabalho.

Se você sempre pensou em ensinar, dê aulas em comunidades carentes. Se você quer transmitir o que absorveu ao longo de sua trajetória profissional, faça mentoria para jovens aprendizes. Se você quer experimentar ser palestrante, procure associações da sua área e disponibilize horários da sua agenda para participar de lives e eventos. Se você quer prestar consultoria, cadastre-se em plataformas especializadas. Se você atua com vendas, que tal criar um e-commerce?

Uma mentorada minha, gerente comercial de uma grande corporação, lançou uma loja virtual e treinou a filha de 15 anos para ajudá-la. Cada uma trabalha no horário que pode. Para você ter uma ideia, com esta integração geracional, elas estão lucrando juntas quase o salário da mãe. E o dilema é: vale a pena ela sair da empresa para focar no e-commerce e tentar alavancar ainda mais os valores? Se por um lado, há uma certa segurança na empresa, benefícios e uma remuneração garantida no final do mês, por outro ela teria horário flexível e seria a dona do próprio negócio. Então...

Outros trabalhos podem não necessariamente gerar uma renumeração imediata, mas são indispensáveis por várias questões:

  • Validar, na prática, as suas reais habilidades para exercer a função.
  • Avaliar o impacto de quem recebeu o serviço, e com isto aperfeiçoar determinadas características exigidas nestas atuações.
  • Aprofundar o seu networking, interagindo com referências em seu segmento.
  • Fortalecer a sua marca profissional diante de outros públicos.
  • Gerar novos insights sobre outras oportunidades até então não vislumbradas.

Analise a sua bagagem profissional, faça uma reflexão do profissional que você quer ser amanhã e escreva o diário do seu futuro agora.

A empresa em que você trabalha pode ser valiosa para você. Mas você deve ser muito além dela.

*Mauro Wainstock tem 30 anos de experiência em comunicação. Foi nomeado Linkedin Top Voice e atua como mentor de executivos sobre marca profissional. É sócio-fundador do HUB 40+, consultoria empresarial focada no público acima dos 40 anos

Siga a Bússola nas redes: Instagram | Linkedin | Twitter | Facebook | Youtube

Veja também

Velhofobia: você ainda vai sofrer desse mal (ou pode se ligar agora)

Por que diversidade são inclusão é uma boa para os negócios

E se você pudesse alterar a sua idade? Um holandês tentou isso