A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Adoção de tecnologia impulsiona desempenho financeiro de empresas do setor

Companhias que investiram em cloud, inteligência artificial, entre outras, tiveram bons resultados e crescimento de receita em 2021

A digitalização que vem acontecendo em todos os setores, impulsionou o crescimento de empresas de tecnologia. No Brasil, o setor vinha crescendo lentamente, mas com a transformação digital acelerada, empresas de todos os âmbitos da economia adaptaram seus processos. O setor de tecnologia da informação, telecomunicação e comunicação corresponde a 7% do PIB nacional, com expectativa de chegar a 11% até 2022.

Um estudo da Accenture mediu o nível de adoção tecnológica, aplicação de tecnologias em larga escala e o nível de preparo organizacional para inovação e mostrou que, empresas que apostaram em cloud, inteligência artificial e outras, cresceram cinco vezes mais depressa que outras companhias que foram mais cautelosas em seus investimentos. Uma coisa é certa, o mercado de tecnologia está crescendo significativamente e algumas empresas do mercado têm apresentado desempenho financeiro excelente devido à maior procura por soluções tecnológicas.

A Totvs cresceu 35,6% no lucro líquido do segundo trimestre de 2021, impulsionado pela adesão de clientes em assinaturas de software e de serviços como computação em nuvem. Considerando o acumulado dos seis primeiros meses deste ano, o lucro líquido totaliza R$ 159 milhões, sendo um crescimento de 33,3% quando comparado com o 1S20.

A Positivo Tecnologia registrou receita bruta de R$ 940 milhões no 2T21, aumento de 89% em relação ao mesmo período do ano anterior. A empresa apresentou também lucro líquido de R$ 107 milhões no primeiro semestre deste ano, valor 87% maior na comparação com 1S20. O crescimento financeiro da companhia está ancorado no avanço dos negócios principais da companhia, que fortalece também as novas vertentes de negócios, chamadas “Avenidas de Crescimento”. Nesse portfólio estão soluções que envolvem servidores, dispositivos para casas e escritórios inteligentes, tecnologias educacionais, hardware as a service, além de urnas eletrônicas e terminais móveis de pagamento.

A Locaweb apresentou forte crescimento no 2T21, apoiado na expansão do segmento Commerce e da agenda de M&A. Entre abril e junho de 2021, a receita líquida da empresa cresceu 57%, chegando a R$ 184,3 milhões no período. Já a Sinqia registrou receita líquida de R$ 87,8 milhões no balanço do 2T21, crescimento de 44% em relação ao mesmo período do ano passado.

Enquanto isso, as vendas da Poly, líder em tecnologias de comunicação e colaboração, cresceram 20% no segundo trimestre deste ano, devido à alta na demanda por dispositivos de vídeo, que teve um aumento de 94%, e de áudio, que subiu 34%. A Neogrid, apresentou receita líquida da empresa teve alta de 16,7% no 2T21. Assim, o indicador passou de R$ 50,3 milhões para R$ 58,7 milhões. No acumulado do 1S21, o lucro líquido foi de R$15,2 milhões. O crescimento de receita seguiu a dinâmica de expansão da companhia.

As empresas de tecnologia reforçam sua atuação cada vez mais forte no mercado, por fornecerem insumos essenciais para todos os outros setores da economia. Assim, o setor de Tecnologia da Informação demonstra ter ótimo potencial e perspectiva de crescimento a longo prazo.

Siga a Bússola nas redes: Instagram | LinkedinTwitter | Facebook | Youtube

Veja também

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também