Brasil

Valdemar Costa anuncia filiação de Eduardo Bolsonaro e Mário Frias ao PL

Além deles, o partido anunciou a filiação do cantor de axé music Netinho. Os três pretendem concorrer nas eleições gerais a vagas na Câmara dos Deputados

Eduardo Bolsonaro: Do clã presidencial, apenas Carlos Bolsonaro, vereador no Rio, segue fora do PL (Agência Câmara/Agência Câmara)

Eduardo Bolsonaro: Do clã presidencial, apenas Carlos Bolsonaro, vereador no Rio, segue fora do PL (Agência Câmara/Agência Câmara)

EC

Estadão Conteúdo

Publicado em 2 de fevereiro de 2022 às 11h01.

Última atualização em 2 de fevereiro de 2022 às 11h04.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o secretário especial de Cultura, Mário Frias, acertaram nesta terça-feira, dia 1º, a filiação ao Partido Liberal (PL). Além deles, o partido anunciou a filiação do cantor de axé music Netinho. Os três pretendem concorrer nas eleições gerais a vagas na Câmara dos Deputados.

Após uma conversa com ambos em Brasília, o presidente do partido Valdemar Costa Neto, condenado no escândalo do mensalão, divulgou que eles "seguiram os passos" do presidente Jair Bolsonaro e do senador Flávio Bolsonaro (RJ), que haviam se filiado à legenda em novembro. Netinho assinou a filiação em outra reunião com Valdemar, o ex-senador Magno Malta, presidente do PL no Espírito Santo, e o deputado federal Vicentinho Júnior (PL-TO).

Segundo o diretório nacional do PL, Eduardo Bolsonaro e Mário Frias ainda ficaram de assinar a ficha e formalizar a filiação em outra data. O deputado precisa aguardar a janela de troca de partidos sem risco de perder o mandato, autorizada pela Justiça eleitoral, que ocorre em março. O secretário não precisaria aguardar.

"Alguns especularam que eu poderia ir para um partido diferente do presidente Jair Bolsonaro. A janela para mudança partidária de deputados será em março e vários bolsonaristas irão também", afirmou Eduardo Bolsonaro, em publicação nas redes sociais.

Do clã presidencial, apenas Carlos Bolsonaro, vereador no Rio, segue fora do PL. Ele elegeu-se pelo Republicanos em 2020 e, se migrasse de partido agora, ficaria sujeito à perda do mandato.

Acompanhe tudo sobre:Eduardo BolsonaroEleições 2022Jair BolsonaroPL — Partido Liberal

Mais de Brasil

Câmara aprova a Lei Taylor Swift, que criminaliza cambismo digital

CCJ do Senado aprova projeto que prorroga por 10 anos as cotas para negros em concurso

Pacheco adia sessão sobre vetos, governo evita derrotas, e Lira demonstra insatisfação

Rio registra queda de 25% das mortes violentas no primeiro trimestre

Mais na Exame