Brasil

Vai ter greve do Metrô de SP? Sindicato se reúne para decidir sobre paralisação na terça-feira

A paralisação é um protesto da categoria contra a suposta decisão do governo do estado de terceirizar a manutenção da Linha 15 do Monotrilho e privatizar todas as linhas do Metrô e da CPTM

Metrô: metroviários são contra a possível concessão das linhas do Metrô de SP (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Metrô: metroviários são contra a possível concessão das linhas do Metrô de SP (Rovena Rosa/Agência Brasil)

André Martins
André Martins

Repórter de Brasil e Economia

Publicado em 14 de agosto de 2023 às 08h17.

Última atualização em 14 de agosto de 2023 às 19h47.

Os metroviários de São Paulo realizam nesta segunda-feira, 14, uma assembleia para definir os detalhes da paralisação convocada para a próxima terça-feira, 15. A reunião será na sede da entidade, no Tatuapé (zona leste), às 18h30. O sindicato afirma o encontro será para “organizar a greve”.

A paralisação é um protesto da categoria contra a suposta decisão do governador de São Paulo, Tarcisio de Freitas, de terceirizar a manutenção da Linha 15 do Monotrilho e privatizar todas as linhas do Metrô e da CPTM.

Tarcísio quer entregar a manutenção da Linha 15 para empresários. Isso é uma aventura, uma irresponsabilidade! Um serviço tão importante não pode ficar nas mãos de empresas que só visam o lucro. Se isso se concretizar, a segurança dos passageiros e funcionários estará em risco! Não podemos permitir! Mas a aventura de Tarcísio é ainda maior e ele quer precarizar os serviços com a entrega de todas das linhas do Metrô e da CPTM. A privatização das Linhas 8 e 9 já mostrou que só os empresários ganharam. Os passageiros são prejudicados constantemente, com atrasos, falhas e graves acidentes.”, afirma a nota publicada no site do sindicato.

Desde junho, os metroviários realizam publicações para pressionar a gestão Tarcísio a rever o plano de concessões de linhas do Metrô.

Em janeiro, logo após a posse, Tarcísio afirmou que tinha planos para privatização das linhas do Metrô. Os estudos de viabilidade da concessão das linhas 1, 2 e 3 para a iniciativa privada devem ser anunciados nos próximos meses.

Em abril, o governador autorizou estudos de concessão das linhas 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade, da CPTM, além da futura linha 14-Ônix.

Metrô vai ter catraca livre amanhã?

No ato de convocação da greve, os metroviários informaram que aceitam trabalhar normalmente amanhã, desde que que as catracas sejam liberadas para que os passageiros usem o transporte sem pagar.
“É uma forma de não prejudicar a população e manifestar a luta contra a terceirização e a privatização”, explicou o sindicato.

Até a publicação desta notícia, o governo de São Paulo não se manifestou sobre a provável greve dos metroviários.

Acompanhe tudo sobre:Metrô de São PauloGreves

Mais de Brasil

Sobe para 161 número de mortos devido às fortes chuvas no RS; veja serviços parados

Exército reduz de 5 para 1 o total de fuzis que PMs podem 'ter em casa'

Comissão da Câmara deve votar convite para ouvir Elon Musk

TSE retoma nesta terça-feira julgamento que pode cassar mandato de Sergio Moro

Mais na Exame