Brasil

Temporal provoca falta de água e Sabesp pede para população reduzir consumo

Companhia informou que está trabalhando de forma emergencial para abastecimento dos locais críticos com caminhões-tanque

 (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 4 de novembro de 2023 às 17h50.

Última atualização em 4 de novembro de 2023 às 17h51.

Moradores de vários bairros de São Paulo e cidades da Região Metropolitana permanecem sem água, após danos provocados pelas fortes chuvas da tarde de sexta-feira, 3. A falta de energia afeta o abastecimento de água em diversas regiões neste sábado, 4.

A Sabesp, inclusive, pediu que a população reduza o consumo de água até a normalização completa dos serviços. Por causa da falta de energia, houve paralisação em diversas instalações e estações elevatórias, reduzindo o nível dos reservatórios, informou a companhia.

Na manhã deste sábado, os pontos mais críticos de falta de água na capital ficam nas regiões:

  • Americanópolis
  • São Mateus
  • Itaquera
  • Vila Mariana
  • Vila Clara
  • Santa Etelvina
  • Guaianases
  • Cidade Tiradentes
  • Vila Mascote
  • Vila Santa Catarina
  • Vila Joaniza
  • Campo Grande
  • Jardim Promissão
  • Pedreira
  • Cidade Ademar
  • Chácara Flora
  • Morumbi
  • Capão Redondo
  • Na Grande São Paulo, o desabastecimento afeta os municípios de:
  • Itapecerica da Serra
  • Mauá
  • Cotia
  • Santo André
  • Diadema
  • Osasco
  • Barueri
  • Guarulhos
  • Taboão da Serra
  • Itaquaquecetuba
  • Biritiba Mirim
  • Suzano

A Sabesp informou que está trabalhando de forma emergencial para abastecimento dos locais críticos com caminhões-tanque. Ainda não há previsão para o restabelecimento total do fornecimento regular de água.

As fortes chuvas deixaram ao menos seis pessoas mortas no Estado. Mais de 40 municípios, incluindo a capital paulista, tiveram ocorrências por queda de árvores. Foram mais de 2 mil chamados para ocorrências de acordo com as defesas civis e o Corpo de Bombeiros em todo o Estado.

Desde o início do temporal que atingiu a cidade, a Prefeitura de São Paulo afirma que funcionários da limpeza, agentes das subprefeituras e equipes de iluminação pública e de reparos em semáforos estão nas ruas para restabelecer a normalidade na capital paulista.

Acompanhe tudo sobre:ChuvasÁguaSabesp

Mais de Brasil

Operação da PF investiga invasão e uso criminoso do aplicativo E-título

Anvisa proíbe uso e comercialização de produtos à base de fenol

Nunes tem 28,5% e Boulos, 25,9%; Marçal sobe 5 pontos e empata com Tabata e Datena, diz Paraná

Passageiros causaram ao menos duas confusões por dia em voos, em 2023; Anac propõe punição

Mais na Exame