Tarcísio prevê cortar 5 mil cargos comissionados

O governador afirmou, durante o ExpertXP, que recursos privados são necessários para o Estado

Tarcsio: "Não tem outra opção se quisermos impulsionar investimentos" (Rogério Cassimiro/Governo do Estado de SP/Flickr)

Tarcsio: "Não tem outra opção se quisermos impulsionar investimentos" (Rogério Cassimiro/Governo do Estado de SP/Flickr)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 4 de setembro de 2023 às 08h24.

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), disse anteontem que deve encaminhar à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) uma reforma administrativa com redução de 5 mil cargos em comissão, com possibilidade de chegar a 10 mil cargos a menos.

O governador afirmou, durante o ExpertXP, que recursos privados são necessários para o Estado. “Temos limitação de ordem fiscal muito severa. Não tem outra opção se quisermos impulsionar investimentos. Temos de buscar investimentos privados”, disse.

Tarcísio afirmou ainda que o programa estadual de parcerias e investimentos mira a expansão do metrô para a região metropolitana, das linhas da CPTM, bem como a privatização da Empresa Metropolitana de Águas e Energia.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo em primeira mão. Inscreva-se no Telegram da Exame

Acompanhe tudo sobre:Tarcísio Gomes de Freitas

Mais de Brasil

Conflitos por terra batem recorde no Brasil no primeiro ano do governo Lula

Cármen Lúcia mantém condenação de Deltan por Power Point contra Lula

Risco fiscal está 'drenando oportunidades' do Brasil, diz Tarcísio

Fluxo de passageiros para o exterior cresce pelo 24º mês seguido mostra Anac

Mais na Exame