Brasil

Tarcísio lança programa que promete R$ 4 bilhões em crédito ao setor de turismo de SP

A iniciativa visa oferecer linhas de crédito para toda a cadeia produtiva do setor, por meio de dez bancos e cooperativas

Creditur: programa promete R$ 4 bilhões em até quatro anos  ( Mônica Andrade/Governo do Estado de SP/Flickr)

Creditur: programa promete R$ 4 bilhões em até quatro anos ( Mônica Andrade/Governo do Estado de SP/Flickr)

André Martins
André Martins

Repórter de Brasil e Economia

Publicado em 5 de outubro de 2023 às 13h02.

Última atualização em 5 de outubro de 2023 às 15h15.

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, lançou nesta quinta-feira, 5, o CrediturSP, novo programa de incentivo ao desenvolvimento do turismo no estado. A medida promete liberar R$ 4 bilhões em crédito ao setor em até quatro anos. O evento contou com a presença de diversos prefeitos, secretários municipais e deputados estaduais. 

A iniciativa visa oferecer linhas de crédito para toda a cadeia produtiva do setor, por meio de dez bancos e cooperativas. O governo vai criar uma plataforma para que as instituições financeiras e as empresas turísticas possam se conectar. A Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, BID, entre outros, vão oferecer condições diferenciadas de acesso ao crédito, como carência de três anos, prazo de pagamento de até 120 meses e taxa de juros menores que práticas pelo mercado.

Em discurso durante o evento, Tarcísio afirmou que o Creditur é o maior programa de crédito destinado ao turismo do Brasil. “Esse dinheiro vai ajudar a gerar empregos e oportunidades”, disse. O governador chamou o evento de lançamento da medida de “esperança”, devido á queda de arrecadação dificultar investimento em políticas públicas. “Não estamos alheios às dificuldades dos municípios. Falamos disso em várias reuniões. Vamos fazer um esforço fiscal maior, mas ajudaremos os municípios”, afirmou.

Liberação de R$ 400 milhões

Além do programa, o chefe do executivo paulista assinou o Dedatur, uma autorização para novos convênios com os 140 Municípios de Interesse Turístico (MITs) e 70 Estâncias paulistas. Cerca de R$ 400 milhões serão transferidos do orçamento estadual para o formento da infraestrutura turística no estado de SP. O montante será somado aos R$ 212 milhões repassados para obras em andamento em 188 municípios.

O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo disse que o programa de crédito e a liberação de recursos são importantes aos municípios em momento de dificuldade de arrecadação. “Em um momento difícil, com queda de arrecadação, o programa de crédito e a liberação de recurso mostra a preocupação do governo com o turismo”, disse.

Segundo a administração estadual, o turismo representa 9% do PIB de São Paulo, cerca de R$ 276 bilhões, e gera mais de 2,3 milhões de empregos diretos e indiretos.

Acompanhe tudo sobre:TurismoSão Paulo TurismoEstado de São Paulo

Mais de Brasil

Em Porto Alegre, Defesa Civil alerta para risco de novos temporais com ‘ventos intensos’ e granizo

Ministério da Saúde amplia vacinação contra dengue; veja nova faixa etária

Reviravolta em julgamento sobre 'sobras eleitorais' pode anular eleição de sete deputados; entenda

Privatização da Sabesp será concluída em 22 de julho; veja os mais cotados para vencer a disputa

Mais na Exame