Brasil

Senado aprova projeto que inclui morte por covid-19 em seguros de vida

Proposta, que ainda precisa ser analisada pela Câmara, proíbe aumento de preços pela cobertura para invalidez ou óbito decorrente de epidemias

Mortes por coronavírus: país já registra quase 19 mil mortos pela covid-19 (Miguel Schincariol/Getty Images)

Mortes por coronavírus: país já registra quase 19 mil mortos pela covid-19 (Miguel Schincariol/Getty Images)

AO

Agência O Globo

Publicado em 20 de maio de 2020 às 19h23.

Por unanimidade, os senadores aprovaram no fim desta tarde um projeto que inclui óbitos por epidemias ou pandemias no alcance da cobertura de seguros de vida. Pela previsão do projeto, os seguros de vida, de invalidez permanente e os seguros de assistência médica hospitalar já celebrados também deverão de se adequar à norma. Para virar lei, o projeto ainda precisa ser analisado e aprovado pela Câmara dos Deputados.

O texto determina que os seguros não poderão fazer restrições de cobertura a doenças ou lesões que sejam decorrentes de emergência de saúde pública, como é o caso da pandemia do novo coronavírus no país. Os preços dos seguros não poderão ser aumentados por esse tipo de cobertura.

Além de assegurar esse tipo de cobertura, o projeto proíbe que as seguradoras suspendam ou cancelem os contratos por falta de pagamento durante a emergência em saúde pública. O pagamento de apólices deverá ser efetuado em até 10 dias corridos a partir da documentação comprobatória requerida em contrato ser protocolada.

Acompanhe tudo sobre:CoronavírusMortesSeguro de vidaSenado

Mais de Brasil

Alagoas assina convênios para atrair R$ 155 milhões em investimentos em troca de incentivos fiscais

Lula critica falta de acordo entre Zelensky e Putin: 'Estão gostando da guerra'

STF dá 5 dias para Tarcísio e Alesp explicarem reembolso de procuradores por 'excesso de trabalho'

Remessas de até US$ 50 batem recorde e chegam a 16,6 milhões antes de volta da taxação

Mais na Exame