Rolls-Royce enfrenta segunda investigação na Lava Jato

Segundo o jornal The Guardian, a investigação pretende examinar as relações da Rolls-Royce com a Petrobras

	 A Rolls-Royce fabrica turbinas de gás para plataformas de petróleo
 (Divulgação)
A Rolls-Royce fabrica turbinas de gás para plataformas de petróleo (Divulgação)
D
Diogo MaxPublicado em 27/09/2015 às 17:00.

São Paulo – A empresa britânica Rolls-Royce está passando por uma segunda investigação na Lava Jato, de acordo com uma notícia publicada neste domingo pelo jornal The Guardian.

Segundo a reportagem, a investigação pretende examinar as relações da Rolls-Royce com a Petrobras.

A empresa britânica já enfrenta uma investigação depois que passou a colaborar com as autoridades brasileiras sobre a relação com Júlio Faermann, executivo envolvido nos escândalos.

A Rolls-Royce foi citada na Lava Jato pela primeira vez em fevereiro, quando um ex-executivo da Petrobras disse que os contratos da companhia poderiam ter envolvido pagamentos de propinas.

O jornal Financial Times, inclusive, publicou uma reportagem, em que diz que a Rolls-Royce pagou suborno a funcionários da Petrobras para conseguir um contrato de US$ 100 milhões com a estatal brasileira.

A empresa atua nos setores de aviação civil e militar e fabrica turbinas de gás para plataformas de petróleo. Ela se desmembrou da fabricante de veículos Rolls-Royce Motor Cars na década de 70.

A Rolls-Royce tem afirmado repetidamente que não vai tolerar má conduta de qualquer tipo em seu negócio.