Brasil

Rio Grande do Sul tem cinco barragens em situação de emergência

Há risco de rompimento e é preciso adotar medidas urgentes

Chuvas no RS: cinco barragens têm chances de romper (AFP/AFP)

Chuvas no RS: cinco barragens têm chances de romper (AFP/AFP)

Agência Brasil
Agência Brasil

Agência de notícias

Publicado em 9 de maio de 2024 às 07h23.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais

O governo do Rio Grande do Sul informou, nesta quarta-feira, 8, que cinco barragens estão em situação de emergência por causa das enchentes que atingem o estado.

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Infraestrutura, há risco de rompimento e é preciso que sejam adotadas medidas para preservação de vidas.

As barragens nessa situação são: Usina Hidrelétrica 14 de Julho, que fica em Cotiporã e Bento Gonçalves; Central Hidrelétrica Salto Forqueta, em São José do Herval e Putinga; São Miguel e do Arroio Barracão, em Bento Gonçalves; e de Saturnino de Brito, em São Martinho da Serra.

Já a Barragem Capané, em Cachoeira do Sul, está em nível de alerta, o que significa que os danos representam risco à segurança da barragem e exigem providências.

Segundo o governo do estado, as ações de resposta a todas esses cenários já estão em andamento.

Acompanhe tudo sobre:ChuvasRio Grande do SulEnchentes no RS

Mais de Brasil

Recife: famílias são indenizadas em R$ 120 mil por prédios-caixão

Governo Tarcísio assina decreto que autoriza licitação de loteria estadual

Governo do Rio decreta fim da epidemia de dengue

STF mantém decisão que condenou Deltan a indenizar Lula em R$ 75 mil por power point

Mais na Exame