Brasil

Regulamentação da reforma tributária deve ser enviada ao Congresso esta semana, diz Padilha

Ministro espera que o Congresso dê o sinal verde para o texto até o início do ano que vem

Alexandre Padilha, Ministro das Relações Institucionais (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Alexandre Padilha, Ministro das Relações Institucionais (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 22 de abril de 2024 às 11h30.

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, afirmou que o governo deve enviar ao Congresso nesta semana a regulamentação da reforma tributária.

Em entrevista à CNN Brasill, ele disse esperar que o Congresso dê o sinal verde para o texto até o início do ano que vem, quando terminam os mandatos dos presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

"Tenho posição muito otimista que presidentes do Senado e da Câmara vão querer deixar legado importante da conclusão da regulamentação da reforma tributária", afirmou Padilha.

O ministro disse que a prioridade do governo no primeiro semestre é concluir a agenda de consolidação das contas públicas. "Por isso, a preocupação com o Perse", disse Padilha, referindo-se ao Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos.

A ideia é que a votação sobre o programa ocorra ainda esta semana na Câmara dos Deputados.

A outra prioridade do governo são os projetos de transição ecológica, cujo prazo esperado pelo Planalto para aprovação é até 30 de junho.

Padilha reconheceu que pode haver dificuldades para a votação de projetos no segundo semestre por causa das eleições municipais, mas ressaltou que, após a convocação às urnas, ainda haverá os meses de outubro, novembro e dezembro.

Segundo ele, neste período há expectativa de "muitas votações importantes", entre elas da regulamentação da reforma tributária.

Acompanhe tudo sobre:Reforma tributáriaAlexandre PadilhaGoverno LulaCongresso

Mais de Brasil

Julgamento de Sergio Moro no TSE: veja horário e como assistir ao vivo

Greve do Metrô de SP: Justiça determina 100% da operação em caso de paralisação nesta quarta

Brasil ultrapassa 5 milhões de casos prováveis de dengue

TSE afirma ter 570 mil urnas eletrônicas em estoque, número suficiente para cobrir danos no RS

Mais na Exame