Acompanhe:

A Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) fazem nesta quarta-feira, 28, uma operação para desarticular esquema de lavagem de dinheiro de um grupo miliciano, que controla territórios da zona oeste da cidade do Rio. Estima-se que a organização criminosa tenha movimentado R$ 135 milhões de 2017 a 2023.

A operação Cosa Nostra Fraterna cumpre mandados de busca e apreensão em 21 endereços ligados a nove pessoas e sete empresas investigadas, nos bairros da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Campo Grande e Santa Cruz, além do município de Seropédica, na Baixada Fluminense.

Os mandados incluem também a interdição dessas empresas e o bloqueio de bens móveis e imóveis.

De acordo com a Polícia Civil, esta é a primeira grande operação realizada no Rio de Janeiro com apoio do Comitê de Inteligência Financeira e Recuperação de Ativos (Cifra), força-tarefa que conta com agentes da Polícia Civil e representantes de outros órgãos e instituições estaduais e federais.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Estado do Rio mantém situação de epidemia de dengue; quatro regiões seguem em alerta
Brasil

Estado do Rio mantém situação de epidemia de dengue; quatro regiões seguem em alerta

Há um dia

Trem pega fogo na zona norte do Rio e passageiros pulam do vagão em chamas; veja vídeo
Brasil

Trem pega fogo na zona norte do Rio e passageiros pulam do vagão em chamas; veja vídeo

Há 2 dias

Via Dutra ganhará novas pistas em trecho da Serra das Araras com investimento de R$ 1,5 bilhão
Brasil

Via Dutra ganhará novas pistas em trecho da Serra das Araras com investimento de R$ 1,5 bilhão

Há 2 dias

Show da Madonna em Copacabana deve movimentar R$ 293,4 mi na economia do Rio, diz Prefeitura
Economia

Show da Madonna em Copacabana deve movimentar R$ 293,4 mi na economia do Rio, diz Prefeitura

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais