Acompanhe:

Padilha e Moreira receberam repasses da Odebrecht, diz colunista

Em sua delação, o presidente da Odebrecht Transport teria falado em repasses - em nome do PMDB - ao ministro da Casa Civil e ao Secretário de PPI.

Modo escuro

Continua após a publicidade
Moreira Franco - Secretário de Programa de Parceria de Investimentos do governo Temer. (Elza Fiúza/ABr)

Moreira Franco - Secretário de Programa de Parceria de Investimentos do governo Temer. (Elza Fiúza/ABr)

L
Ligia Tuon

Publicado em 2 de dezembro de 2016 às, 20h57.

Última atualização em 2 de dezembro de 2016 às, 23h02.

São Paulo - Em sua delação, o presidente da Odebrecht Transport, Paulo Cesena, falou em repasses de dinheiro - em nome do PMDB - a Eliseu Padilha, ministro da Casa Civil, e a Moreira Franco, Secretário de Programa de Parceria de Investimentos (PPI) do governo Temer. Em troca, alguns pleitos da Odebrecht na Secretaria de Aviação Civil seriam atendidos.

A informação é da coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Procurado por EXAME.com, o porta-voz da Presidência da República, Alexandre Parola, disse desconhecer o conteúdo da reportagem e, por isso, não comentou.

Em nota, Moreira afirmou que se Paulo Cesena, em sua delação, "afirmou que repassou dinheiro a meu pedido para o PMDB, está mentindo".

"E, assim, torna letra morta a carta com pedido de perdão da Odebrecht ao povo brasileiro. Jamais falei com ele sobre temas partidários, nem nunca cuidei das finanças do PMDB", concluiu Moreira.

O ministro Eliseu Padilha negou "que tenha pedido ou recebido em seu nome ou em nome do PMDB recursos financeiros de qualquer empresa em troca de pleitos na Secretaria de Aviação Civil". Por meio de nota, Padilha lamenta a improcedente acusação.

O grupo baiano fechou nesta quinta-feira, 1º, um acordo de leniência com procuradores da Lava Jato, o que inclui uma multa no valor de R$ 6,8 bilhões, para poder continuar sendo contratada para fazer obras públicas.

Em carta aberta, a Odebrecht admitiu irregularidades e pagamentos de propina e pediu desculpas ao país.

Também nesta quinta, executivos ligados a empresa foram para Brasília para assinar os acordos de delação premiada.

 

Últimas Notícias

Ver mais
Vejo espaço para uma grande reforma administrativa, diz Michel Temer
Brasil

Vejo espaço para uma grande reforma administrativa, diz Michel Temer

Há 9 horas

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato
Brasil

Mendonça autoriza empresas a renegociarem acordos de leniência fechados na Lava-Jato

Há um dia

STF: Mendonça convoca audiência de conciliação para discutir acordos de leniência da Lava Jato
Brasil

STF: Mendonça convoca audiência de conciliação para discutir acordos de leniência da Lava Jato

Há uma semana

Toffoli vai reavaliar em 60 dias se mantém suspensão de multas de acordos de leniência
Brasil

Toffoli vai reavaliar em 60 dias se mantém suspensão de multas de acordos de leniência

Há 2 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais