Acompanhe:

Onda de calor: Rio tem sensação térmica de mais de 52 ºC às 8h da manhã

A temperatura mais alta no começo da manhã também foi registrada em Guaratiba: 36,4 °C às 8h30

Modo escuro

Continua após a publicidade
A onda de calor fez com que a maior temperatura do ano fosse anotada no último domingo, que teve 42,5 °C às 13h50 (Tânia Rego/Agência Brasil)

A onda de calor fez com que a maior temperatura do ano fosse anotada no último domingo, que teve 42,5 °C às 13h50 (Tânia Rego/Agência Brasil)

A onda de calor atingiu com força o Rio de Janeiro e se apresenta intensa desde logo cedo. De acordo com o Alerta Rio, serviço de meteorologia da prefeitura, a sensação térmica chegou a 52,7 graus Celsius (°C) às 8h da manhã em Guaratiba, na zona oeste da cidade. Essa foi a maior sensação de calor registrada na cidade até as 8h30 desta segunda-feira, 13.

A temperatura mais alta no começo da manhã também foi registrada em Guaratiba: 36,4 °C às 8h30.

Durante o dia, não vai ser diferente. A previsão do Alerta Rio indica que o posicionamento de um sistema de alta pressão influenciará o tempo na cidade. “Assim, o céu estará claro a parcialmente nublado e não há previsão de chuva. Os ventos estarão fracos a moderados e as temperaturas permanecerão estáveis, com mínima de 22 °C e máxima de 41 °C”, informou.

Recordes anuais

A onda de calor fez com que a maior temperatura do ano fosse anotada no último domingo, que teve 42,5 °C às 13h50. O recorde anterior era de 17 de fevereiro, quando os termômetros chegaram a 41,8 °C, às 15h15. Os dois recordes foram registrados na estação Irajá, na zona norte da cidade. Apesar do recorde de temperatura de ontem, a sensação térmica alcançou 50,5 °C, enquanto, no dia 17 de fevereiro, chegou a 58,3 °C.

Para os próximos quatro dias, de acordo com as previsões, em nenhum dia a máxima será menor que 35 °C e ficará entre este nível e 41 °C. A mínima varia entre 20 °C e 23 °C.

Na próxima terça-feira, 14, o tempo permanecerá estável e não há previsão de chuva. Os ventos estarão fracos a moderados, de até 51,9 km/h. Na quarta e na quinta-feira, 16, “áreas de instabilidade em médios níveis da atmosfera, reforçadas pelo calor, influenciarão o tempo no Rio, com previsão de pancadas rápidas de chuva moderada nos períodos da tarde e noite. A chuva poderá passar de 10 mm/h em, pelo menos, um ponto da cidade em ambos os dias”.

Segundo o serviço de meteorologia da prefeitura, na sexta-feira, 17, ventos úmidos do oceano aumentarão a nebulosidade, mas não há previsão de chuva. “Os ventos estarão fracos a moderados, e as temperaturas apresentarão ligeiro declínio.”

A população deve se preparar para suportar a umidade relativa do ar, que poderá apresentar valores entre 21% e 30% no período da tarde de amanhã e da quinta-feira, em alguns pontos da cidade. A orientação é aumentar a hidratação e evitar exposição ao sol em horários de temperatura mais intensa, especialmente em torno das 12h.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Aceleração econômica só é possível ao considerar mudanças climáticas, apontam especialista em Fórum
ESG

Aceleração econômica só é possível ao considerar mudanças climáticas, apontam especialista em Fórum

Há 16 horas

Vai chover hoje? Rio, SP e outras capitais podem temporais nesta terça-feira; veja previsão
Brasil

Vai chover hoje? Rio, SP e outras capitais podem temporais nesta terça-feira; veja previsão

Há um dia

BNDES e GFANZ assinam acordo para financiar projetos de transição ambiental no Brasil
ESG

BNDES e GFANZ assinam acordo para financiar projetos de transição ambiental no Brasil

Há um dia

Custo das mudanças climáticas é de US$ 22 bi por ano, diz presidente do BID
ESG

Custo das mudanças climáticas é de US$ 22 bi por ano, diz presidente do BID

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais