Acompanhe:

Nunes Marques vota a favor do governo e STF autoriza quitação de R$ 95 bilhões em precatórios

Com a decisão, o governo deve editar uma medida provisória (MP) para liberar os recursos para quitar imediatamente os precatórios

Modo escuro

Continua após a publicidade
Precatórios: pagamento já foi determinado por uma decisão judicial definitiva (STF/Flickr)

Precatórios: pagamento já foi determinado por uma decisão judicial definitiva (STF/Flickr)

O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou nesta quinta-feira, 30, por 9 votos a 1, o governo federal a quitar R$ 95 bilhões em precatórios neste ano. Os precatórios, que são dívidas do governo com pessoas e empresas cujo pagamento já foi determinado por uma decisão judicial definitiva, estavam represados pela chamada "PEC do Calote", que "pedalou" o pagamento dessas dívidas da União durante o governo do presidente Jair Bolsonaro até 2026.

O ministro André Mendonça, indicado ao STF por Bolsonaro, foi o único a votar contra o pedido do governo para regularizar o pagamento. Ele havia pedido vista, e o julgamento foi retomado nesta quinta-feira, 30, com seu voto. O ministro Kássio Nunes Marques, também indicado pelo ex-presidente, acompanhou a maioria.

Quitação de dívidas

Com a decisão, o governo deve editar uma medida provisória (MP) para liberar os recursos para quitar imediatamente os precatórios. Ao Estadão/Broadcast, o secretário de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Paulo Bijos, garantiu que a publicação da MP será "ato contínuo" à decisão final do STF para o pagamento ocorrer ainda em 2023. "Todas as equipes técnicas (do Planejamento, Tesouro Nacional e Poder Judiciário) estão conversando para que, até o fim do ano, haja o pagamento", afirmou.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças
Brasil

Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças

Há 8 horas

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento
Brasil

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento

Há 8 horas

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados
Brasil

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados

Há 8 horas

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'
Brasil

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais