Acompanhe:

Não há nenhuma motivação para impeachment de Bolsonaro, diz Mourão

Declaração do vice ocorre em meio a ameaça de Maia de abrir processo e após um assessor seu procurar deputado com críticas ao presidente

Modo escuro

Continua após a publicidade
Mourão: Maia disse no domingo a deputados que poderia abrir um processo de impeachment contra Bolsonaro, após seu partido, o DEM, deixar o bloco de Baleia Rossi (Adriano Machado/Reuters)

Mourão: Maia disse no domingo a deputados que poderia abrir um processo de impeachment contra Bolsonaro, após seu partido, o DEM, deixar o bloco de Baleia Rossi (Adriano Machado/Reuters)

A
Agência O Globo

Publicado em 1 de fevereiro de 2021 às, 12h37.

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta segunda-feira que não vê motivos para a aceitação de um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro.

A declaração em meio a uma ameaça do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de aceitar um pedido de impeachment no último dia de seu mandato, e após um ex-assessor de Mourão ser demitido por procurar o chefe de gabinete de um deputado afirmando que o vice-presidente é "mais preparado" do que Bolsonaro.

"Como Vice-Presidente, afirmo que não há nenhuma motivação para a aceitação de pedido de impeachment do nosso PR @jairbolsonaro, o qual tem trabalhado incansavelmente para superar os desafios que o século XXI impõe ao Brasil", escreveu Mourão em sua conta no Twitter.

Maia disse no domingo a deputados que poderia abrir um processo de impeachment contra Bolsonaro, após seu partido, o DEM, deixar o bloco de Baleia Rossi (MDB-SP), candidato apoiado por Maia na sua sucessão na presidência da Câmara.

Na semana passada, Mourão demitiu o chefe da Assessoria Parlamentar da Vice-Presidência da República, Ricardo Roesch Morato Filho, depois que o site "O Antagonista" revelou uma troca de mensagens dele com o chefe de gabinete de um deputado, que não teve a identidade revelada. O vice-presidente disse, contudo, que não conversou com Bolsonaro sobre o episódio.

Também na semana passada, o presidente desautorizou Mourão ao descartar uma reforma ministerial e dizer que o governo não precisa de um "palpiteiro". Na véspera, Mourão havia dito que o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, poderia ser demitido em uma eventual reforma.

Últimas Notícias

Ver mais
Bolsonaro defende anistia para presos de 8 de janeiro e minimiza acusações de golpe
Brasil

Bolsonaro defende anistia para presos de 8 de janeiro e minimiza acusações de golpe

Há 13 horas

Apoiadores de Bolsonaro se reúnem em ato na Av. Paulista
Brasil

Apoiadores de Bolsonaro se reúnem em ato na Av. Paulista

Há 14 horas

Antes de ato na Paulista, petistas lembram 8/1 e dizem que Bolsonaro 'cometeu muitos crimes'
Brasil

Antes de ato na Paulista, petistas lembram 8/1 e dizem que Bolsonaro 'cometeu muitos crimes'

Há 15 horas

Apoiadores de Bolsonaro fazem ato com pedido de impeachment de Lula e bandeira de Israel
Brasil

Apoiadores de Bolsonaro fazem ato com pedido de impeachment de Lula e bandeira de Israel

Há 15 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais