Brasil

Municípios do RS não incluídos na MP poderão receber Auxílio-Reconstrução

Inclusão das prefeituras aptas a receber o benefício de R$ 5.100 será assinada nesta tarde pelo presidente Lula

Chuvas no Rio Grande do Sul: estado sofre com enchentes e deslizamentos  (NELSON ALMEIDA/AFP)

Chuvas no Rio Grande do Sul: estado sofre com enchentes e deslizamentos (NELSON ALMEIDA/AFP)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 6 de junho de 2024 às 17h38.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais

O ministro do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, anunciou que o governo federal irá incluir na Medida Provisória (MP) que estabelece o Auxílio-Reconstrução municípios que até então não tinham sido declarados em situação de emergência. A inclusão das prefeituras aptas a receber o benefício de R$ 5.100 será assinada na tarde desta quinta-feira, 6, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O anúncio ocorreu durante coletiva de imprensa nesta tarde no Rio Grande do Sul. Além do ministro e de Lula, participam os ministros Paulo Pimenta (Secretaria Extraordinária da Presidência da República para Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul), Nísia Trindade (Saúde), Luiz Marinho (Trabalho), Jader Filho (Cidades).

Góes afirmou que, após a assinatura da MP por Lula em maio, outros municípios, que ainda não estavam em situação de calamidade, entraram em tal situação. "A MP que assina hoje vai alcançar todos os municípios que a Defesa Civil Nacional junto com a Defesa do governo do Estado e municipais entenderam atender o regramento da situação de emergência e calamidade", disse o ministro.

"O que significa que municípios a partir de hoje que não foram alcançados pela MP também passarão a receber Auxílio Reconstrução para aqueles casos que tiveram sido atingidos pelo evento e também outros benefícios que são alcançados pela situação de emergência e calamidade", detalhou. Para o ministro, essa atualização da MP será uma "correção importante".

De acordo com o chefe do Desenvolvimento Regional, até o momento foram aprovados 161 mil benefícios às famílias atingidas pelas enchentes. A previsão é que, nas próximas duas semanas, o benefício atinja 240 mil famílias.

"As regiões mais aglomeradas, mais densas, já foram alcançadas. Agora, a gente tem que refinar isso para chegar aos locais mais distantes", disse. "Mas a expectativa é que nas próximas duas semanas, a gente alcance a meta que foi estabelecida onde 1 milhão de pessoas, em torno de 240 mil famílias, serão beneficiadas com Auxílio Reconstrução", disse.

Acompanhe tudo sobre:Enchentes no RSRio Grande do Sul

Mais de Brasil

AGU: União e Estados fazem contraproposta de R$ 109 bi por desastre em Mariana (MG)

Projeto de lei que exige kit de primeiros socorros em viaturas avança na Câmara

Anac: Aeroporto de Guarulhos não poderá ampliar voos até solução de problemas de segurança

Operação da PF para capturar mais de 200 foragidos prende 48 pessoas em 10 estados e no DF

Mais na Exame