Brasil

"Modelo de jornalista corajoso": as reações à morte de Ricardo Boechat

Colegas de profissão e políticos lamentaram a perda de um dos maiores nomes do jornalismo brasileiro da atualidade

Boechat: ele faleceu na queda de um helicóptero, na rodovia Anhanguera, em SP (Bandeirantes/Divulgação)

Boechat: ele faleceu na queda de um helicóptero, na rodovia Anhanguera, em SP (Bandeirantes/Divulgação)

CC

Clara Cerioni

Publicado em 11 de fevereiro de 2019 às 14h41.

Última atualização em 12 de fevereiro de 2019 às 06h17.

São Paulo — A morte do jornalista Ricardo Boechat, 66 anos, comoveu colegas de profissão e políticos.

Por meio das redes sociais, personalidades, como o presidente Jair Bolsonaro, comentaram sobre a perda de um dos maiores nomes do jornalismo brasileiro da atualidade. Colegas destacaram sua generosidade, sensibilidade e competência.

Boechat faleceu na queda de um helicóptero na manhã desta segunda-feira (11), em São Paulo. A aeronave caiu no quilômetro 7 da Rodovia Anhanguera, por volta das 12h14.

O jornalista era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM, além de ser colunista da revista IstoÉ. Ele é ganhador de três prêmios Esso.

Veja as reações:

Em nota, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, afirmou que "a imprensa e a sociedade brasileira estão em luto".

"Lamento a morte do jornalista Ricardo Boechat ocorrida nesta segunda-feira (11), em São Paulo. A imprensa e a sociedade brasileira estão em luto pela perda desse excelente profissional que com dinamismo e versatilidade levava a notícia aos públicos mais diversos, seja para quem o lia na coluna da revista Istoé, seja para quem o ouvia na rádio ou o assistia nos telejornais da Band. Presto minhas sinceras condolências à família, aos amigos e às empresas para as quais trabalhou ao longo de quase meio século de jornalismo", disse Toffoli.

O presidente do Supremo Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha, também enviou uma nota de pesar: "Ao longo de quase 50 anos de carreira, o jornalista Ricardo Boechat construiu uma história marcada pelo profissionalismo, pela imparcialidade e pelo cultivo dos valores mais caros ao jornalismo, como a ética e o combate à corrupção. Jornalista multifacetado e premiado, Boechat consolidou seu nome entre os profissionais de imprensa mais respeitados do país. Com profunda tristeza, manifesto condolências aos familiares, amigos e todos os colaboradores do Grupo Bandeirantes".

Acompanhe tudo sobre:Jair BolsonaroMortesRicardo Boechat

Mais de Brasil

Gonet diz que 'não faz sentido' proibir delação premiada de presos, proposta em discussão na Câmara

STF tem maioria para derrubar pontos da reforma da Previdência que atingem servidores públicos

CCJ do Senado aprova liberação de cassinos, bingos e jogo do bicho

Mais na Exame