Acompanhe:

Ministério da Saúde aprova protocolo para diagnóstico de TDAH

Documento também aborda tratamento, controle e avaliação do transtorno

Modo escuro

Continua após a publicidade
TDAH: protocolo foi publicado na edição dessa quarta-feira (3) do Diário Oficial da União (Thinkstock/Divulgação)

TDAH: protocolo foi publicado na edição dessa quarta-feira (3) do Diário Oficial da União (Thinkstock/Divulgação)

A
Agência Brasil

Publicado em 4 de agosto de 2022 às, 11h50.

Última atualização em 4 de agosto de 2022 às, 11h57.

O governo brasileiro aprovou um documento com critérios de diagnóstico, tratamento e mecanismos de regulação, controle e avaliação do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH).

O protocolo do Ministério da Saúde foi publicado na edição dessa quarta-feira (3) do Diário Oficial da União. Dados da Organização Mundial da Saúde estimam que o transtorno acomete 3% da população mundial.

Segundo o ministério, o transtorno é considerado uma condição do neurodesenvolvimento, caracterizada por uma tríade de sintomas envolvendo desatenção, hiperatividade e impulsividade em um nível exacerbado e disfuncional para a idade. Os sintomas começam na infância, podendo persistir ao longo de toda a vida.

LEIA TAMBÉM: Novo aplicativo de celular identifica traços de TDAH e Alzheimer

“As dificuldades, muitas vezes, só se tornam evidentes a partir do momento em que as responsabilidades e a independência se tornam maiores, como quando a criança começa a ser avaliada no contexto escolar ou quando precisa se organizar para alguma atividade ou tarefa sem a supervisão dos pais”, ressaltou a pasta.

Diagnóstico tardio

Embora o TDAH seja frequentemente diagnosticado durante a infância, o Ministério da Saúde alertou ainda que não é raro o diagnóstico ser feito posteriormente. Ele deve ser realizado por um médico psiquiatra, pediatra ou outro profissional de saúde como neurologista ou neuropediatra.

(Agência Brasil)

LEIA TAMBÉM:

O café está te deixando ainda mais cansado? Saiba o porquê

Estudo identifica variações genéticas que estão ligadas a risco de doenças 

Últimas Notícias

Ver mais
Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças
Brasil

Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças

Há 9 horas

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento
Brasil

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento

Há 9 horas

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados
Brasil

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados

Há 10 horas

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'
Brasil

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'

Há 10 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais