Acompanhe:

Janones pensou em desistir da candidatura, mas manteve após conversa com Lula

Em reunião, ele afirma que Lula pedira para que refletisse qual papel quer desempenhar na defesa da democracia nos próximos quatro anos

Modo escuro

Continua após a publicidade
André Janones (Avante): deputado federal por Minas Gerais pensou em desistir de ser candidato à presidência da República, mas manteve após conversa com Lula (Pablo Valadares/Câmara dos Deputados Fonte: Agência Câmara de Notícias/Agência Câmara)

André Janones (Avante): deputado federal por Minas Gerais pensou em desistir de ser candidato à presidência da República, mas manteve após conversa com Lula (Pablo Valadares/Câmara dos Deputados Fonte: Agência Câmara de Notícias/Agência Câmara)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 27 de julho de 2022 às, 13h34.

Última atualização em 27 de julho de 2022 às, 13h40.

O deputado federal por Minas Gerais e candidato à presidência da República, André Janones (Avante), revelou na noite de terça-feira, 26, à Globonews, que teria pensado em desistir de sua candidatura caso algum candidato se propusesse a abarcar suas pautas de campanha, porém mudou de ideia após encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Quer saber tudo sobre a corrida eleitoral? Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia e fique por dentro.

"Eu sou um idealista, eu não estou na política em troca de cargos, eu não estou na política buscando ministério, eu não estou na política para fazer dela um balcão de negócios", afirmou Janones.

"Então para mim não tem nenhum problema ficar quatro anos sem mandato, eu sou totalmente ciente do risco que isso implica. Eu poderia ter retirado a minha candidatura se algum dos candidatos tivesse me procurado para a gente conversar sobre as minhas propostas. Isso não aconteceu", continuou.

Em reunião, que segundo Janones foi feita há cerca de quinze dias, ele afirma que Lula pedira para que refletisse qual papel quer desempenhar na defesa da democracia nos próximos quatro anos, e que não teria moral para demandar uma retirada de candidatura do oponente mais jovem.

"Ele me disse que me vê tão teimoso quanto ele, que ele também, quando se colocou como candidato lá atrás, as pessoas sempre diziam que deveria desistir porque não tinha chance, e se ele não tivesse insistido não teria sido presidente da República por oito anos", conta Janones.

Janones explicou que, como a proposta de retirada de candidatura e união com Lula não fora feita, não houve conversa sobre um consenso sobre pautas. "Eu só faria isso se esse candidato assumisse o compromisso com as minhas pautas. Entendo que a gente perdeu o timing", disse.

LEIA TAMBÉM: Jingles para presidente 2022: Lula e Bolsonaro apostam em piseiro e sertanejo

Quarto lugar

O candidato do Avante recebe em média 2% das intenções de voto e aparece em quarto lugar nas pesquisas analisadas pelo agregador do Estadão, que calcula o cenário mais provável da corrida.

Janones formalizou sua candidatura à presidência no sábado, 23, durante convenção do Avante em Belo Horizonte. Ele segue sem revelar quem será seu vice.

Nascido em Ituiutaba (MG), André Janones, com 38 anos, é o mais jovem entre os nomes que disputam a presidência; é advogado e atualmente deputado federal pelo seu estado de origem.

Também já foi cobrador de ônibus e filiado ao Partido dos Trabalhadores por nove anos. Ele ganhou destaque no cenário político após autoproclamar-se líder da greve de caminhoneiros de 2018, e foi o terceiro deputado de Minas Gerais mais votado naquele ano, além de ganhar espaço nas redes sociais, sua maior. Sua página no Facebook, por exemplo, tem 8 milhões de seguidores superando os 4.9 milhões de seguidores de Lula na plataforma.

(Estadão Conteúdo)

Pesquisa eleitoral: Lula tem 52% da preferência dos jovens, e empata com Bolsonaro entre mais velhos

Últimas Notícias

Ver mais
Eleição na Índia: maior votação do planeta começa nesta sexta; entenda o processo
Mundo

Eleição na Índia: maior votação do planeta começa nesta sexta; entenda o processo

Há 4 horas

Volta do DPVAT: Senado pode votar projeto sobre seguro obrigatório para veículos na semana que vem
Brasil

Volta do DPVAT: Senado pode votar projeto sobre seguro obrigatório para veículos na semana que vem

Há 6 horas

Petrobras vai apresentar ao governo proposta de apoio à indústria naval, diz Prates
Economia

Petrobras vai apresentar ao governo proposta de apoio à indústria naval, diz Prates

Há 9 horas

FMI piora projeção fiscal para o Brasil este ano
Economia

FMI piora projeção fiscal para o Brasil este ano

Há 13 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais