Brasil

Interrupção de energia no sistema de Furnas causa transtorno

O restabelecimento do fornecimento “depende de autorização do Operador Nacional do Sistema Elétrico”, informou a concessionária


	Energia elétrica: o restabelecimento do fornecimento “depende de autorização do Operador Nacional do Sistema Elétrico”, informou a concessionária
 (Thinkstock)

Energia elétrica: o restabelecimento do fornecimento “depende de autorização do Operador Nacional do Sistema Elétrico”, informou a concessionária (Thinkstock)

DR

Da Redação

Publicado em 31 de agosto de 2016 às 19h48.

A interrupção no fornecimento de energia na tarde desta quarta-feira (31) em trechos de municípios da Baixada Fluminense e na zona norte do Rio deixou vários bairros às escuras.

O problema ocorreu por volta das 15h e, segundo a concessionária de energia Light, o problema ocorreu por causa de uma falha no sistema de Furnas Centrais Elétricas.

O restabelecimento do fornecimento “depende de autorização do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS)”, informou a concessionária.

Os trens da Linha 2 do Metrô também foram afetados pela falta de energia. A concessionária Metrô Rio informou que, entre 15h05 e 15h34, foi afetado o trecho entre Vicente de Carvalho e Pavuna. Nesse período, os trens circularam apenas entre Botafogo e Maria da Graça. Com o restabelecimento do sistema, a Linha 2, ligando Botafogo à Pavuna, voltou ao normal.

O mesmo ocorreu com o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) no trecho total entre a Rodoviária Novo Rio e o Aeroporto Santos Dumont. O sistema ficou paralisado por menos de uma hora, também devido ao problema de fornecimento de energia.

Recomposição

O Operador Nacional do Sistema Elétrico informou que às 14h54 ocorreu o desligamento automático de duas linhas de transmissão em 500 kV, de Furnas, em Adrianópolis, Nova Iguaçu.

Em nota, o ONS informou que, em sequência, ocorreram desligamentos em diversos circuitos da rede de operação em 138kV, pertencentes às distribuidoras de energia Light e Ampla.

Com isso, houve a interrupção de cerca de 2,3 mil MW de carga (cerca de 37% da carga total do Estado do Rio de Janeiro no momento, 6,1 mil MW). Segundo informações preliminares, foram atingidos consumidores das regiões dos lagos, norte e noroeste fluminense e alguns bairros da capital.

Desligamento

A partir das 15h11 foi iniciada a recomposição das linhas de 500 KV, terminando às 15h16. A recomposição das cargas pelas distribuidoras está em andamento, com a carga do Estado já tendo alcançado 5,5 mil MW, às 16h30. O ONS se reunirá com os agentes envolvidos para analisar a ocorrência.

Em comunicado, Furnas afirmou que houve o desligamento às 14h54 das linhas de transmissão Adrianópolis - São José e Angra - São José, de 500 kV, que alimentam a subestação São José.

“As referidas linhas foram desligadas automaticamente pela atuação correta do sistema de proteção de falhas e foram reenergizadas às 15h11 e 15h16, respectivamente. A equipe técnica da empresa apura as causas da ocorrência neste momento.".

Acompanhe tudo sobre:cidades-brasileirasEmpresasEmpresas brasileirasEnergiaEnergia elétricaEstatais brasileirasFurnasLightMetrópoles globaisRio de JaneiroServiços

Mais de Brasil

Pessoa afetadas pelas chuvas no RS podem pedir suspensão de dívidas por 6 meses

Fiocruz envia testes de diagnóstico de leptospirose para o Rio Grande do Sul

Programa de habitação da cidade de SP tem licitação anulada e deve atrasar entregas de Nunes

Em meio à crise no RS, governo vai lançar novo sistema de alerta de desastres climáticos

Mais na Exame