Brasil

INPE adquire computador de R$50 milhões

A aquisição do equipamento irá reforçar atuação do Brasil no IPCC

Supercomputador será entregue ao INPE até o fim do ano (.)

Supercomputador será entregue ao INPE até o fim do ano (.)

Gabriela Ruic

Gabriela Ruic

Publicado em 28 de março de 2014 às 19h44.

São Paulo - O INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) comprou um supercomputador com velocidade de 192 gigaflops, que será utilizado para previsões meteorológicas e estudos de mudanças climáticas no Brasil e em níveis mundiais.

A máquina deve ser entregue ao INPE até o final do ano e irá tornar o país um importante ator na elaboração do próximo relatório do IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas).  Segundo nota da FAPESP(Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), quando o supercomputador entrar em funcionamento, o Brasil poderá chegar a ocupar o terceiro lugar no mundo na área de estudos climáticos.

"A possibilidade de se fazer uma previsão de cenários mundiais é importante para que o Brasil possa se adaptar às condições, hoje inevitáveis, das mudanças no clima", explica Carlos Nobre, pesquisador do CPTEC (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos) e coordenador da FAPESP na área de mudanças climáticas globais. 

O supercomputador é de 1.272 nós, cada processador com 2GHz e será fabricado pela empresa norte-americana Cray. O investimento na compra do será dividido entre o Ministério da Ciência e Tecnologia, R$35 milhões, e a FAPESP, que entrará com R$15 milhões. A máquina é 50 vezes mais rápida que o modelo atual e o poder de detalhamento dos cenários por ele estipulado tornará as previsões climáticas certeiras.

O último supercomputador adquirido pelo Brasil começou a ser adquirido em 2002 e sua montagem completa foi finalizada apenas em 2004. De acordo com Nobre, por conta da velocidade das mudanças na área da meteorologia a troca por um modelo mais novo era mais do que necessária. "A vida útil de um supercomputador é de cerca de 5 anos, o nosso já está pra completar oito", diz.
 

Acompanhe tudo sobre:Aquecimento globalClimaComputadoresIPCCPesquisa e desenvolvimento

Mais de Brasil

Governo de SP entrega 107 obras de infraestrutura turística no 1º semestre e bate recorde

Brasil precisa superar déficit de cidadania, afirma presidente da Politize!

Aos 78 anos, morre o ex-governador do Acre Romildo Magalhães

Morre o jornalista Sérgio Cabral, pai, aos 87 anos

Mais na Exame