Brasil

Haddad diz que Lula anunciará ainda hoje decisões sobre dívida do RS

Dívida deve ser suspensa para que o estado possa trabalhar na reconstrução após as chuvas

Chuvas no RS: Haddad diz que Lula anunciará ainda hoje decisões sobre dívida do estado (Ton Molina/NurPhoto/Getty Images)

Chuvas no RS: Haddad diz que Lula anunciará ainda hoje decisões sobre dívida do estado (Ton Molina/NurPhoto/Getty Images)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 13 de maio de 2024 às 11h51.

Tudo sobreEnchentes no RS
Saiba mais

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, vai anunciar, às 15 horas desta segunda-feira, 13, a decisão sobre o tratamento da dívida do Rio Grande do Sul com a União, que deve ser suspensa para que o estado possa trabalhar na reconstrução após as chuvas. De acordo com o ministro, o anúncio será feito junto de representantes do Supremo Tribunal Federal (STF), Senado e Câmara.

"Lula vai mobilizar os Três Poderes em torno das medidas anunciadas, como tem feito", disse Haddad à imprensa, sem antecipar os detalhes da medida voltada à dívida gaúcha, relembrando ainda que, neste momento, os esforços estão voltados para resolver o passivo do Rio Grande do Sul, e que a discussão com os outros estados será retomada depois.

O ministro também explicou que levará ainda hoje a Lula os cenários do que pode ser elaborado para atender diretamente a população do Rio Grande do Sul, após ser questionado se o governo anunciaria algum tipo de auxílio específico para as pessoas afetadas pelas enchentes.

"Propostas chegaram, e levaremos alguns cenários para o presidente, amadurecer até amanhã para eventualmente anunciar nesta semana um apoio direto às famílias, uma linha diretamente às famílias", disse Haddad, sem especificar se será uma auxílio dado em valores ou se haverá uma nova linha de crédito.

O chefe da equipe econômica comentou ainda que todas os estudos e medidas anunciadas ao Rio Grande do Sul são alvo de diálogo entre o Executivo e o governador do estado, Eduardo Leite (PSDB).

"Nós estamos sendo bastante criteriosos, para ter uma formatação adequada, sustentável, conversando com o presidente do Tribunal de Contas da União, e com o governador do RS totalmente sintonizado com essas diretrizes", afirmou Haddad. "A cada um, dois dias, novas medidas estão sendo preparadas de acordo com as necessidades."

Acompanhe tudo sobre:ChuvasRio Grande do SulEnchentes no RSFernando HaddadLuiz Inácio Lula da Silva

Mais de Brasil

Praias vão ser privatizadas? Entenda o que está por trás da PEC

Ministério dos Transportes assina aditivo de R$ 1,17 bi para ferrovia da Malha Paulista

Conselho de Ética arquiva processo que acusa Janones de 'rachadinha'

Governo alerta para seca no Pantanal e na Amazônia e faz pacto com estados para conter crise

Mais na Exame