Brasil

Governo anuncia repasse de R$ 1,3 bi da Itaipu para obras de infraestrutura em Belém para a COP30

O valor representa o maior aporte financeiro da Itaipu fora da área de abrangência da empresa, que compreende os 399 municípios do Paraná e 35 do Mato Grosso do Sul

André Martins
André Martins

Repórter de Brasil e Economia

Publicado em 6 de maio de 2024 às 15h05.

Última atualização em 10 de maio de 2024 às 21h53.

Tudo sobreCOP30
Saiba mais

O governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou nesta segunda-feira, 6, um investimento de R$ 1,3 bilhão da Itaipu Binacional para melhoria da infraestrutura de Belém, no Pará. A cidade receberá a 30ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças do Clima, a COP30, em 2025.

Participam da cerimônia, no Palácio do Planalto, o governador do Pará, Helder Barbalho, o prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, ministros de Estado, diretores da Itaipu, representantes de órgãos públicos e autoridades federais, estaduais e municipais. Lula cancelou a participação na cerimônia de última hora para realizar reuniões sobre as ações no Rio Grande do Sul.

Foram assinados três convênios. O primeiro deles com a Secretaria de Estado de Obras Públicas para o aprimoramento de infraestrutura viária e implantação do Parque Linear Doca, na Avenida Visconde de Souza Franco.

Estão previstas várias ações, como a execução de 50 quilômetros de rede coletora de esgoto, 4,8 mil ligações de esgoto, pavimentação de vias de acesso à COP30, implantação de vias marginais do Canal Água Cristal, equipamentos de controle de tráfego, entre outras. O investimento passa de R$ 1 bilhão.

O segundo convênio, no valor de R$ 323,5 milhões, será assinado pela Itaipu e a prefeitura de Belém e prevê a implantação do Parque Urbano Igarapé São Joaquim, incluindo projetos de arquitetura, paisagismo, rede esgoto, abastecimento, iluminação pública, pavimentação e sinalização viária.

O acordo contempla ainda reforma e revitalização do Complexo Ver-o-Peso, símbolo da capital paraense que abriga um dos mercados mais antigos do Brasil, e a restauração do Mercado Municipal de São Brás, construção histórica localizada no centro da cidade.

Será assinado ainda um convênio no valor de R$ 41,8 milhões envolvendo a Itaipu, o Parque Tecnológico Itaipu (PTI), a prefeitura de Belém e a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), para o desenvolvimento de metodologia para a gestão de resíduos sólidos, ações de educação ambiental e de inovação em biotecnologia.

Segundo o comunicado do Planalto, o valor representa o maior aporte financeiro da Itaipu fora da área de abrangência da empresa, que compreende os 399 municípios do Paraná e 35 do Mato Grosso do Sul.

Acompanhe tudo sobre:Luiz Inácio Lula da SilvaCOP30BelémPará

Mais de Brasil

Remessas de até US$ 50 batem recorde e chegam a 16,6 milhões antes de volta da taxação

Irmã de Juscelino Filho também é indiciada pela PF em inquérito sobre suposto desvio de emendas

O que diz o projeto de lei que equipara aborto após a 22ª semana a homicídio

Previsão do tempo Campo Grande: fim de semana terá clima quente e estável

Mais na Exame