Brasil

Foster nunca participou de esquema de corrupção, diz Barusco

O ex-gerente executivo da Diretoria de Serviços da Petrobras isentou Graça Foster de participação ou conhecimento sobre o esquema de corrupção


	Graça Foster: "a presidente Graça nunca participou desse tipo de atividade. Se sabia, nunca externou", disse Barusco
 (Antônio Cruz/Agência Brasil)

Graça Foster: "a presidente Graça nunca participou desse tipo de atividade. Se sabia, nunca externou", disse Barusco (Antônio Cruz/Agência Brasil)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de março de 2015 às 16h38.

Brasília - O ex-gerente executivo da Diretoria de Serviços da Petrobras, Pedro Barusco, isentou Graça Foster, ex-presidente da estatal, de participação ou conhecimento sobre o esquema de corrupção instalado na estatal.

"A presidente Graça nunca participou desse tipo de atividade. Se sabia, nunca externou", afirmou.

O depoimento de Barusco já dura quase cinco horas. Ele explicou que 1% do pagamento de propina era dado a ele e ao ex-diretor da Petrobrás Renato Duque e outro 1% era do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que operava pelo PT. Ele evitou dizer diretamente se a gestão petista na petroleira prejudicou a empresa.

"Não quero fazer julgamento se a gestão do PT foi boa ou ruim", respondeu. O ex-gerente admitiu, no entanto, que a má gestão e o pagamento de propinas são ruins para a Petrobras.

Acompanhe tudo sobre:Capitalização da PetrobrasCorrupçãoEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasEmpresas estataisEscândalosEstatais brasileirasExecutivos brasileirosFraudesGás e combustíveisGraça FosterIndústria do petróleoMulheres executivasPetrobrasPetróleo

Mais de Brasil

CCJ do Senado aprova liberação de cassinos, bingos e jogo do bicho

Enem 2024: prazo para pagar taxa de inscrição termina nesta terça

Governo anunciará medidas para o setor audiovisual brasileiro

Porto Alegre volta a registrar alagamentos e nível do Guaíba se aproxima da cota de alerta

Mais na Exame