Brasil

Ferrero diz que vendas de chocolates da Kinder no Brasil estão mantidas

Produtos que levaram a casos de infecção na Europa não são importados pela fabricante italiana para o mercado brasileiro, diz empresa

 (Victoria Jones/PA Images via/Getty Images)

(Victoria Jones/PA Images via/Getty Images)

D
Da Redação

15 de abril de 2022, 16h15

A Ferrero divulgou uma nota nesta sexta-feira, dia 15, em resposta à decisão da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) da véspera de proibir a comercialização, a distribuição, a importação e o uso dos produtos da marca Kinder que são alvo de alerta e recolhimento internacionais. A medida vale para os lotes fabricados pela empresa Ferrero na Bélgica.

"A marca Kinder reitera que a Resolução-RE nº 1.233, divulgada pela Anvisa na noite de quinta-feira (dia 14) refere-se exclusivamente aos produtos Kinder fabricados em Arlon, na Bélgica e que não são distribuídos pela Ferrero do Brasil. A marca Kinder informa que seus chocolates e ovos de Páscoa vendidos pela Ferrero do Brasil no país são seguros para consumo."

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

A empresa italiana Ferrero tem anunciado e realizado recalls de produtos da marca Kinder em mais de dez países devido a casos de infecção por bactéria salmonella. 

Segundo o comunicado da Anvisa divulgado ontem, dia 14, "embora o Brasil não esteja entre os países de destino dos produtos, a Agência considerou prudente publicar a medida preventiva com o objetivo de informar à sociedade e de evitar que o produto seja consumido ou trazido de fora do país por pessoas físicas ou importadoras".

"Além disso, a Anvisa notificou a empresa a prestar informações sobre os produtos e sobre o controle de importações por terceiros."