Acompanhe:

Enel anuncia isenção de três contas de luz para parte dos clientes afetados por apagão

Segundo a companhia, a isenção será concedida para cliente de baixa renda cadastrados no benefício da tarifa social de energia elétrica que ficaram mais de 48 sem energia

Modo escuro

Continua após a publicidade
A redução estimada pelo governo nas contas de luz para o consumidor é de cerca de 20% (Brunorbs/Getty Images)

A redução estimada pelo governo nas contas de luz para o consumidor é de cerca de 20% (Brunorbs/Getty Images)

A Enel São Paulo anunciou nesta quinta-feira, 30, que vai dar isenção de três contas de energia elétrica para parte dos clientes afetados pelo apagão de mais de 168 horas no início de novembro. Segundo a companhia, a isenção será concedida para cliente de baixa renda cadastrados no benefício da tarifa social de energia elétrica que ficaram mais de 48 sem energia.

Clientes chamados de eletrodependentes, que dependem de equipamentos elétricos para sobreviver, também serão contemplados com o benefício. A isenção nas contas de energia valerá apenas para os clientes cadastrados previamente nessas categorias antes da data do evento climático que afetou severamente a rede de distribuição no dia 3 de novembro em São Paulo.

A Enel afirma que a medida começará a partir das contas de dezembro. Caso o consumidor tenha débitos em atraso com a distribuidora, até três contas em atraso serão abonadas em substituição à isenção.

"Essa medida de apoio demonstra a sensibilidade e o compromisso social da empresa, cuja atuação é pautada pelo relacionamento responsável com as comunidades em que atua, especialmente com aqueles clientes mais vulneráveis. A companhia entende que a energia é um insumo essencial à sociedade e se solidariza com todos os consumidores impactados pelos severos danos causados pelas tempestades à rede elétrica", disse a empresa em nota.

Durante depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), o presidente da empresa, Max Xavier Lins, disse a medida de ressarcimento não é prevista em contrato, mas seria uma liberalidade da companhia". 

Apagão em São Paulo no início de novembro

Os fortes ventos do dia 3 de novembro atingiram uma área de quase 400 km² do estado de São Paulo. Houve interrupção do serviço de energia em sete distribuidoras de energia da região. Com rajadas de ventos que passaram dos 100 km/h, a cidade viu queda de árvores, postes e danos estruturais.

Segundo a Enel, cerca de 2,1 milhões de endereços foram afetados, em 24 cidades da região metropolitana de São Paulo. A previsão inicial era de que o restabelecimento ocorreria até a terça-feira, 7, mas pelo menos 1,3 mil localidades permaneciam sem luz até esta quinta-feira, 9.

Após o apagão, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) afirmou que a prefeitura iria processar a concessionária pelo descumprimento do prazo e solicitou o cancelamento do contrato com a companhia. 

Em entrevista exclusiva à EXAME, Sandoval de Araújo Feitosa Neto, diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), disse que eventos climáticos dessa magnitude vão acontecer com mais frequência e as prestadoras precisam se preparar melhor.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Vai chover hoje? Semana começa com previsão de chuvas intensas em SP e no Rio; veja previsão
Brasil

Vai chover hoje? Semana começa com previsão de chuvas intensas em SP e no Rio; veja previsão

Há 3 horas

Bolsonaro defende anistia para presos de 8 de janeiro e minimiza acusações de golpe
Brasil

Bolsonaro defende anistia para presos de 8 de janeiro e minimiza acusações de golpe

Há 15 horas

Apoiadores de Bolsonaro se reúnem em ato na Av. Paulista
Brasil

Apoiadores de Bolsonaro se reúnem em ato na Av. Paulista

Há 17 horas

Antes de ato na Paulista, petistas lembram 8/1 e dizem que Bolsonaro 'cometeu muitos crimes'
Brasil

Antes de ato na Paulista, petistas lembram 8/1 e dizem que Bolsonaro 'cometeu muitos crimes'

Há 18 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais