Brasil

Elon Musk se encontra com Fábio Faria para falar de internet na Amazônia

Reunião está programada para esta terça, dia 16, no Texas, onde mora o bilionário, fundador da Tesla e da SpaceX; veja vídeo

Elon Musk, dono da Tesla e da SpaceX, se encontra nesta segunda com o ministro Fábio Faria, das comunicações (Patrick Pleul/Getty Images)

Elon Musk, dono da Tesla e da SpaceX, se encontra nesta segunda com o ministro Fábio Faria, das comunicações (Patrick Pleul/Getty Images)

CA

Carla Aranha

Publicado em 15 de novembro de 2021 às 18h26.

Última atualização em 16 de novembro de 2021 às 17h12.

O bilionário Elon Musk, fundador da Tesla e da SpaceX, deve se encontrar nesta terça, dia 16, com o ministro Fábio Faria, das comunicações, no Texas, onde mora. Faria teve uma reunião nesta segunda, dia 15, na SpaceX, que vem desenvolvendo uma parceria com a Nasa para missões espaciais, para tratar sobre o programa Wi-Fi Brasil, de levar a internet para as escolas rurais brasileiras, comunidades indígenas e locais remotos. Outro objetivo é utilizar a tecnologia de satélites desenvolvida pela SpaceX para monitorar a Amazônia.

"A empresa tem hoje 4.500 satélites em baixa órbita e queremos fazer uma parceria para conectar as escolas rurais e ajudar a preservar a Amazônia", disse Faria.

Conquiste um dos maiores salários no Brasil e alavanque sua carreira com um dos MBAs Executivos da EXAME Academy.

Na SpaceX, a reunião foi com Gwynne Shotwell, presidente na companhia. Faria embarcou no final do dia para o Texas, onde deve se encontrar com Elon Musk para fechar a parceria. 

Anteriormente, Faria já havia citado o posssível interesse de Musk em investir na infraestrutura de telecomunicações no Brasil. O bilionário não participou do leilão do 5G, realizado no dia 5 deste mês, mas tem se mostrado disposto a conversar sobre investimentos no país para conectar escolas rurais, comunidades indígenas e a Amazônia.

O leilão do 5G movimentou 47,2 bilhões de reais e gerou 7,4 bilhões de reais em outorga, com um ágio de 5 bilhões de reais -- 15 empresas disputaram os lotes do quinta geração de telefonia móvel e de frequências do 4G.

yt thumbnail
Acompanhe tudo sobre:4G5GAmazôniaelon-muskMinistério das Comunicações

Mais de Brasil

Mendonça sugere que multa de leniências da Lava Jato seja usada para ajudar o RS

Tarcísio estima economia de R$ 1,7 bi por ano com auditoria de aposentadorias e prova de vida

Às vésperas de posse na Petrobras, Magda Chambriard já dá expediente na companhia

PF pede inquérito contra Chiquinho Brazão por suspeita de desvio de emendas parlamentares

Mais na Exame