Acompanhe:

Eleições 2022 presidente: Bolsonaro fica em primeiro lugar em Rondônia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (PL) disputaram o segundo turno das eleições 2022

Modo escuro

Continua após a publicidade
Rondônia: estado tem cerca de 1,23 milhão de eleitores (Paralaxis/Getty Images)

Rondônia: estado tem cerca de 1,23 milhão de eleitores (Paralaxis/Getty Images)

D
Da Redação

Publicado em 30 de outubro de 2022 às, 19h17.

Última atualização em 30 de outubro de 2022 às, 20h14.

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com 96% das urnas apuradas, o presidente Jair Bolsonaro (PL) ficou com 70,6% dos votos válidos, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com 29,39%, no estado de Rondônia. Os dois disputaram o segundo turno das eleições 2022 neste domingo, 30.

Com 1,8 milhão de habitantes, Rondônia tem cerca de 1,23 milhões de eleitores. Em 2018, Bolsonaro teve 72,18% dos votos válidos no estado.

Lula vence Bolsonaro e é eleito o novo presidente do Brasil

VEJA O RESULTADO COMPLETO DA VOTAÇÃO

Quem ficou na frente no 1º turno no Acre?

    Nos números gerais, com 100% das urnas apuradas, Lula ficou com 48,43% dos votos válidos, e Bolsonaro, 43,20%, na votação do primeiro turno, realizado no domingo, 2. Em Rondônia, o atual presidente ficou com 64,36% dos votos válidos, e o petista com 28,98%.

    Veja os detalhes do resultado

    Para vencer em primeiro turno, um candidato precisaria de 50% dos votos válidos mais um, excluindo brancos e nulos.

    • Simone Tebet (MDB) teve 4,16% dos votos válidos;
    • Ciro Gomes (PDT) teve 3,04%;
    • Votos nulos e brancos somam 4,20%.

    Quem foi eleito senador pelo Acre?

    O candidato Jaime Bagattoli (PL) foi eleito senador da República pelo estado de Rondônia nas eleições 2022. De acordo com dados de apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com 100% das urnas apuradas, Bagattoli obteve 35,80% dos votos válidos.

    Os resultados das votações para os cargos de deputado estadual e federal podem ser consultados na página do TSE. Basta selecionar o estado de interesse.

    Não foi votar? Como justificar ausência do voto

    Quem não pode justificar a ausência no dia do primeiro ou do segundo turno da eleição, tem o prazo de até 60 dias após cada turno para regularizar a situação eleitoral sem o pagamento da multa. Os canais para realizar o procedimento online são o e-Título e o Sistema Justifica. Nesse caso, além de preencher o requerimento, é necessário anexar documentos que comprovem o motivo alegado, pois a justificativa não é automática e poderá ser ou não concedida pelo juiz eleitoral.

    Quem é obrigado a votar e justificar a ausência

    O voto é obrigatório para eleitoras e eleitores alfabetizadas, com idades entre 18 e 70 anos. O voto é facultativo para maiores de 16 anos e menores de 18 anos; maiores de 70 anos; e, analfabetos.

    LEIA TAMBÉM

    Últimas Notícias

    Ver mais
    Código Eleitoral: relator apresenta sugestões de PEC para fim da reeleição e mandatos de 5 anos
    Brasil

    Código Eleitoral: relator apresenta sugestões de PEC para fim da reeleição e mandatos de 5 anos

    Há 12 horas

    TSE multa Haddad por impulsionar busca usando nome de adversário na campanha de 2022
    Brasil

    TSE multa Haddad por impulsionar busca usando nome de adversário na campanha de 2022

    Há 13 horas

    União Brasil pode adiar definição de novo presidente; entenda disputa no partido
    Brasil

    União Brasil pode adiar definição de novo presidente; entenda disputa no partido

    Há 20 horas

    EUA: Justiça nega pedido de Trump para suspender julgamento que o força a pagar US$ 355 mi
    Mundo

    EUA: Justiça nega pedido de Trump para suspender julgamento que o força a pagar US$ 355 mi

    Há um dia

    Continua após a publicidade
    icon

    Branded contents

    Ver mais

    Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

    Exame.com

    Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

    Leia mais