Acompanhe:

Dando início às articulações para ter seu nome ao Supremo Tribunal Federal (STF) aprovado pelo Senado, o ministro da Justiça, Flávio Dino, se reuniu em um jantar com senadores governistas na noite desta terça-feira e deve continuar seu périplo nesta quarta-feira, quando irá à Casa.

A reunião serviu para traçar estratégias em busca de votos na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e no plenário do Senado, onde será avaliado no próximo dia 13.

O jantar foi oferecido pelo senador Randolfe Rodrigues (sem partido-AP), líder do governo no Congresso, e contou com a presença de ao menos nove senadores: o relator da indicação de Dino, Weverton Rocha (PDT-MA), Marcelo Castro, Jorge Kajuru, Leila, Eliziane Gama, Fabiano Contarato, Jacques Wagner, Omar Aziz e Augusta Brito. Também participou da reunião o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

Na saída da reunião, o relator do processo de Dino afirmou que estima que Dino terá ao menos 53 votos no plenário, e 17 na CCJ. Na mesma oportunidade, destacou que o ministro fará um trabalho intenso com os senadores de todos os campos para mostrar suas ideias e esclarecer seus pontos de vista.

— Estamos todos muito otimistas e com o apoio dos senadores e senadores iremos aprovar os aprovar o nome de Paulo Gonet e Flávio Dino — afirmou Weverton.

Segundo Weverton, o fato de Dino ser um senador da República deixa as "portas abertas" da Casa para ele, que demostrou entusiasmo em dialogar pessoalmente com cada um.

Na mesma terça-feira, Dino já havia se reunido com Weverton e com o presidente da CCJ, senador Davi Alcolumbre (União-AP). Ele também manteve a agenda na sede do Ministério da Justiça, mantendo contato com senadores e integrantes do governo para iniciar suas articulações

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças
Brasil

Câmara aprova projeto que exige certidão criminal negativa para quem trabalha com crianças

Há 6 horas

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento
Brasil

Moraes nega pedido de Bolsonaro para ser dispensado de depoimento

Há 7 horas

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados
Brasil

Senado Federal aprova texto-base de PL que proíbe 'saidinha' de presos em feriados

Há 7 horas

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'
Brasil

Ministro Mauro Vieira diz que declarações da Chancelaria de Israel são 'mentirosas' e 'inaceitáveis'

Há 7 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais